O melhor especialista do mundo em famílias e relacionamentos é Deus. Mais ninguém se iguala a Sua compreensão.


Então, como seres humanos sensatos, onde muitos de nós buscam orientação sobre famílias e relacionamentos? Em todos os lugares, exceto em Deus.

Aproveitamos as tradições dos nossos pais. Consultamos livros sobre relacionamentos. Resmungamos como pessoas, pais e cônjuges imperfeitos que somos, sempre tentando fazer o nosso melhor, mas sabendo que ficamos muito aquém.

Mas não precisa ser assim. Podemos encontrar verdades essenciais para nossos relacionamentos ao nos aconselharmos com o Pai Celestial.






Tesouros escondidos


Podemos descobrir tesouros escondidos de conhecimento. Permitam-me compartilhar alguns exemplos:

Você sabia que pesquisas recentes revelaram as chaves para o bem-estar pessoal e que as mesmas chaves são perfeitamente descritas nas escrituras e pelos profetas e apóstolos modernos?

Você sabia que as maiores descobertas de pesquisas sobre casamento nas últimas décadas enfatizaram qualidades de caráter e não habilidades? Deus tem ensinado essas mesmas qualidades de caráter desde o início dos tempos.

Você sabia que o preditor mais importante da paternidade efetiva também é o primeiro e maior mandamento de Deus (veja João 13:34-35)?

Você sabia que a técnica de controle (chamada indução) recomendada pela melhor pesquisa sobre paternidade é perfeitamente descrita em Doutrina e Convênios 121?

Você sabia que a compaixão, ou compreensão, é um dos princípios básicos de relacionamentos verdadeiros e que o Pai e o Filho a modelam perfeitamente (como em Moisés 7 e Alma 7)?

Em todos os princípios fundamentais da vida familiar, Deus é o perito e o Exemplo. Ele sempre soube os processos que podem nos fazer pessoas felizes, bons companheiros e pais eficazes. Ele os ensina desde o início dos tempos.

Infelizmente, muitos de nós não O levamos a sério como um orientador para a vida familiar. Sabemos que as escrituras são a palavra de Deus, mas raramente as reconhecemos como um livro perfeito para conselhos sobre a vida familiar.






Estudos, pesquisas e a palavra de Deus


Sempre temos a possibilidade de refinar a nossa compreensão de bem-estar, casamento e paternidade, mas as verdades fundamentais estão bem estabelecidas.

Em todos os casos, as recomendações de boas pesquisas concordam com o conselho atemporal de Deus.

Então, por que Ele nos oferece essas verdades por meio de estudos e pesquisas em nossa época?

Penso que a razão é simples: Satanás está atacando sem precedentes a bondade, a verdade e as famílias. Então, Deus oferece uma grande quantia de verdades, para que os eleitos não sejam enganados. E partes importantes dessa verdade vêm por meio da pesquisa.

Não recomendo que utilizemos somente a pesquisa. Em vez disso, recomendo que testemos todas as sugestões das pesquisas em conjunto com as escrituras.

Se uma recomendação não concorda com o conselho de Deus, não devemos segui-la. No entanto, pela minha experiência, uma boa pesquisa quase infalivelmente concorda com o Seus conselho.

Há também outro teste. Quando a pesquisa e a revelação recomendam uma determinada prática, ainda precisamos invocar as lições da vida para aplicar corretamente a ideia.

Deus nos forneceu este laboratório de experiências de vida para que pudéssemos aprender com a nossa própria experiência a aplicar sabiamente princípios à nossa vida diária.

Ele deu-nos estas descobertas para nos armarmos para nossa batalha nos últimos dias. Ele quer que ganhemos! Ele quer que desfrutemos de grande paz pessoal, companheirismo amoroso e paternidade eficaz.






Um conselho de amor


Uma das grandes descobertas da minha vida foi completamente inesperada. Quando fui bispo, uma irmã me procurou para que eu pudesse ajudá-la. Ela contou uma história de medo e miséria que se estendia por toda sua vida.

Ela tinha abusado e tinha sido abusada, tinha enganado e sido enganada. Enquanto ela contava a sua história, eu me senti muito sobrecarregado.

Por um instante, me pergunte se um bispo poderia aconselhar um membro a chegar ao mundo espiritual de qualquer maneira o mais rápido possível para se libertar de algo tão terrível.

Ao terminar seu relato, a mulher parou e, em seguida, perguntou: “o que o Senhor quer que eu faça? ” Fiquei surpreso ao ouvir-me dizer: “há três coisas que o Senhor quer que você faça”.

Eu não fazia ideia do que eram. Mas tirei um pedaço de papel da gaveta e escrevi o número um. Ao fazê-lo, lembrei-me de palavras e conselhos específicos. Eu escrevi-as, e esta irmã e eu discutimos o conselho.

A mesma coisa aconteceu com a segunda e terceira parte do conselho. O Senhor a deu uma direção específica e útil. E para minha surpresa, a direção era de esperança, amor e encorajadora. Não houve um toque de castigo, apenas encorajamento, amor e convite.

Fiquei espantado. Quando aquela irmã saiu, fechei a porta e caí de joelhos. “Pai, não fazia ideia que amavas tanto os Teus filhos! Eu não sabia! Eu não imaginava”.

Entreguei a mensagem Dele de conselhos práticos e amorosos a um de Seus filhos cuja vida era um desastre.

Por meio desta experiência, percebi que o Pai Celestial me amava da mesma maneira. Já não podia recusar aceitar o Seu amor por mim, depois de vê-Lo ter me feito demonstrar o Seu amor a um dos Seus filhos.

Deus quer nos ensinar e nos abençoar. Ele quer que saibamos os princípios que nos levarão em segurança para casa Dele.

Via Meridian Magazine
Em tempos de "censura" com o jornalismo independente precisamos da ajuda do nosso leitor para nos manter online. Agora você pode apoiar o Amazon Presse através do PIX: 32.688.550/0001-31. Colabore!
Postagem Anterior Próxima Postagem