Perfil que incitou a prática de crime contra a vida do Presidente da República, durante visita a Manaus, foi enquadrado na Lei de Segurança Nacional. A pena é de 1 a 4 anos de reclusão


O presidente Jair Bolsonaro recebeu da Assembleia Legislativa do Amazonas o título de cidadão amazonense, e ao ser anunciado pela imprensa local um perfil na rede social Facebook de nome Renner Andrade incitou a prática de crime contra a vida do Presidente da República, alegando ainda a facada que o mesmo levou na campanha presidencial de 2018, irresignado o acadêmico, Ademar Mourão, que é finalista do curso de direito e já atual perante delegacia de Homicídios e Central Inquéritos Policiais do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas ingressou com representação contra o perfil para que o mesmo seja investigado por supostamente praticar crime previsto na Lei de Segurança Nacional, o que foi determinado o prosseguimento do feito pela Procuradoria Regional da República no último dia 13 de Maio.

Print que da origem a representação no MPF-AM.



Confira a determinação do MPF nas fotos abaixo:





Perfil do acusado, Renner Andrade: https://www.facebook.com/renner.andrade.9
Em tempos de "censura" com o jornalismo independente precisamos da ajuda do nosso leitor para nos manter online. Agora você pode apoiar o Amazon Presse através do PIX: 32.688.550/0001-31. Colabore!
Postagem Anterior Próxima Postagem