O Prefeito de Manaus-AM, David Almeida, esteve pessoalmente com o Cacique Jair Miranha acompanhando o inicio dos atendimentos


O Prefeito de Manaus, David Almeida, e o Cacique Jair Miranha se cumprimentam na abertura da ação de saúde.

Através da solicitação do Cacique Jair Miranha para a prefeitura de Manaus/Secretaria Municipal de Saúde, Secretária Shadia Fraxe, começou hoje (3) os atendimentos de saúde no Bairro das Nações Indígenas localizado no bairro do Tarumã.

O Bairro das Nações Indígenas é o primeiro Bairro Indígena do Brasil e foi criado há 10 anos, no dia 18 de Abril de 2011, pelos lideres indígenas Sabá Kokama, Raimundo Mura (falecido), Jair Miranha, Zilda Mura e Paulo Apurinã, após uma grande conferencia indígena, realizada em Março de 2011, que detectou a falta de moradia digna como a grande problemática dos índios residentes em Manaus que vindos do interior para estudar e trabalhar não tinham aonde morar.

No Bairro das Nações Indígenas moram mais de 300 famílias indígenas de 12 etnias.

Pontualmente às 8:00 hs o Prefeito, David Almeida, chegou ao local aonde foi instalada a carreta da saúde da PMM naquela Comunidade Indígena.


O Cacique Jair Miranha agradeceu ao Prefeito que disse: "É o meu dever, é a minha obrigação. A Prefeitura esta aqui para trazer atenção básica."


"Saúde Para a População Indígena" é o tema da campanha da PMM.



David Almeida esteve presente também dentro das instalações da carreta da saúde.


O significado da palavra Manaus é "Mãe dos Deuses" e a cidade recebeu esse nome em homenagem ao Povo Indígena Manaó que teve como grande líder o Cacique Ajuricaba Manaó porque este uniu os Povos Manaó, Tarumã e Baré e os liderou por mais de 20 anos na luta contra os invasores portugueses.

Ajuricaba Manaó é o autor da frase: "Essa terra tem dono. Essa terra nos pertence".

O bairro do Tarumã recebe esse nome em homenagem ao Povo Indígena Tarumã que ao lado do Povo Indígena Manaó morreram a bala mas não se entregaram aos invasores portugueses.

O Povo Indígena Baré para sobreviver aos ataques lusitanos subiu a cabeceira do rio Negro povoando a região de Manaus até São Gabriel da Cachoeira.

Ajuricaba Manaó foi capturado, algemado e colocado no porão de um navio lusitano mas se soltou e comandou uma revolta de índios versus portugueses que segundo relatos da época debelou a revolta no navio e Ajuricaba Manaó sendo algemado novamente de joga no encontro das aguas do Rio Negro com o Rio Solimões na frente da cidade de Manaus. 

O Bairro das Nações Indígenas é o berço da Resistencia Cultural Indígena e de grandes Lideres Indígenas do Amazonas e do Brasil que unidos a vários Movimentos Sociais do Amazonas e do Brasil incluíram em 2011 os índios, os quilombolas, os pescadores artesanais e demais povos tradicionais de todo o Brasil no Programa Minha Casa Minha Vida FAR de 0 a 3. 

Antes de 2011 não existia politica pública de habitação para os Povos Tradicionais do Brasil.

No Bairro das Nações Indígenas os Índios são Patriotas.
Em tempos de "censura" com o jornalismo independente precisamos da ajuda do nosso leitor para nos manter online. Agora você pode apoiar o Amazon Presse através do PIX: 32.688.550/0001-31. Colabore!
Postagem Anterior Próxima Postagem