Jorge Kajuru vai responder no conselho de ética do Senado Federal por gravar ilegalmente o Presidente da República e por mentir sobre a ida do presidente da Pfizer ao Palácio do Planalto


O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) disse nesta segunda-feira (12) que em 2020, o presidente Jair Bolsonaro teria deixado o presidente da farmacêutica americana Pfizer esperando por 10 horas para uma reunião que não teria acontecido. A declaração do parlamentar foi dada à CNN Brasil.

Questionada pela emissora sobre a declaração de Kajuru, a Pfizer disse que o relato do senador não procede.

“O presidente da Pfizer veio ao Brasil no ano passado para oferecer vacina ao presidente Bolsonaro. Ele chegou no Palácio [do Planalto] às 8 horas da manhã. Às 18 horas – olha o tempo que ele ficou lá, o chá que ele levou -, disseram a ele que o presidente não poderia atendê-lo”, contou Kajuru”, disse o senador, sem citar nomes.




Via Gazeta do Brasil
Em tempos de "censura" com o jornalismo independente precisamos da ajuda do nosso leitor para nos manter online. Agora você pode apoiar o Amazon Presse através do PIX: 32.688.550/0001-31. Colabore!
Postagem Anterior Próxima Postagem