O deputado estadual Delegado Péricles (PSL) enviou, na manhã desta segunda-feira (25), ofício para a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) com pedido de envio, num prazo de 48 horas, da lista individualizada de todos os beneficiários da vacina contra a Covid-19 cujo cargo/profissão foi classificado como “outros” na publicação de vacinados na capital amazonense.

De acordo com Péricles, a gestão municipal precisa confirmar se a categoria que chega a ser maior do que a de médicos vacinados, de fato pertence à ala prioritária de vacinação.

Quem são essas pessoas, que cargos ocupam e por que são consideradas tão prioritárias como médicos da linha de frente de combate à Covid-19 no Estado? A transparência é regra básica de qualquer gestão pública, sendo assim, após tantas denúncias de “fura-fila”, acho adequado que a população seja informada sobre tudo que diz respeito à vacinação”, explicou o parlamentar.

De acordo com o parlamentar, se a campanha de vacinação contra a Covid-19 está sendo efetivada dentro das unidades hospitalares da capital, não há justificativa para que não haja a delimitação expressa do cargo e/ou profissão exercida pela pessoa que foi vacinada.

“Um total de 23% da lista é ocupado por outros. Se a campanha tem público específico e bem delimitado, segundo definições do próprio Governo Federal, por que a necessidade de não expor qual função a pessoa vacinada ocupa em unidade de saúde? Isso precisa ser esclarecido”, finalizou Péricles.

Via Assessoria de Imprensa
Postagem Anterior Próxima Postagem