Durante suas atividades ao longo do ano de 2020, a Comissão da Mulher, Famílias e Idoso da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) identificou vários casos de subnotificação de crimes contra a mulher e a pessoas idosas, ocasionados pelo isolamento social imposto pela pandemia de Covid-19, uma vez que as vítimas não conseguiam sair para denunciar o agressor. Esse foi um dos resultados do trabalho dessa comissão técnica que no balanço anual, realizou teve um total de 344 visitas técnicas e participação em eventos, apresentou 135 requerimentos, 28 encaminhamentos, 32 memorandos e 27 Projetos de Lei voltados para defesa dos direitos desses segmentos sociais.

Acredito que, num ano atípico como esse, a Comissão demonstrou sua importância ao ser procurada por mulheres em busca de atendimento jurídico ou social, servindo de apoio para a luta das mulheres, que tem direito a uma vida digna, igualitária e sem qualquer tipo de violência”, destacou a deputada Alessandra Campelo (MDB), presidente da Comissão.

A Comissão das Mulheres e Idosos tem caráter educacional e, com este perfil, participa permanentemente de fóruns sobre a defesa dos direitos dos idosos, mulheres e famílias, com dezenas de entidades da sociedade organizada que tem os mesmos objetivos e está sempre pronta para unir forças. “Sempre com uma política transparente e participativa junto a outros órgãos e entidades em prol da população do Estado”, apontou Alessandra.

Atualmente, além da deputada Alessandra Campêlo na presidência e a deputada Therezinha Ruiz (PSDB) como vice, a Comissão é formada pelos deputados Dra. Mayara (PP), Joana Darc (PL ) e Fausto Jr. (MDB).

Via Assessoria de Imprensa

Em tempos de "censura" com o jornalismo independente precisamos da ajuda do nosso leitor para nos manter online. Agora você pode apoiar o Amazon Presse através do PIX: 32.688.550/0001-31. Colabore!
Postagem Anterior Próxima Postagem