Os dados são referentes aos anos de 2018 e 2019



O Amazonas registrou um aumento de 39,7% nos casos diagnosticados de aids entre os anos 2018 e 2019, de acordo com a Sistema de Informação de Agravos de Notificação do Governo do Amazonas . De janeiro a julho de 2020 - dado mais recente divulgado, foram notificados 330 novos casos em adultos em todo o estado.


O HIV é o vírus da imunodeficiência humana, à Aids sigla da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida quando existe um comprometimento do sistema imunológico e a pessoa fica suscetível a ter infecções. Uma pessoa pode ter HIV e não ter Aids.


Em 2018, o Amazonas contabilizou 517 novos casos de aids, e em 2019 o número de pessoas contaminadas subiu para 722.


Já casos de HIV, foram notificados 605 novos casos em adultos em todo o Amazonas entre o períoo de janeiro e julho de 2020. O sexo masculino é o mais acometido pelo HIV, e a faixa etária mais atingida, segundo as notificações, é de 20 a 29 anos de idade. Em 2019, foram 1.576 novos casos notificados. Em 2018, o total foi de 1.704.


De acordo com dados do governo, o número de gestantes diagnosticadas com HIV em 2020 é 147. A faixa etária mais acometida é de mulheres entre 25 a 29 anos. No ano passado, 203 grávidas foram diagnosticadas com o vírus, número inferior ao registrado em 2018, quando foram 255 casos.


O diagnóstico da doença é feito através de exames laboratoriais e avaliação médica. O tratamento é feito com o uso de medicamentos que têm a finalidade de suprimir a carga viral do HIV e restabelecer o sistema imunológico.





Testes rápidos para HIV e preservativos


Em todo o Brasil, a mobilização pela campanha Dezembro Vermelho inicia nesta terça-feira (1). No Amazonas, mais de 20 mil testes rápidos de HIV vão ser oferecidos e um total de 900 mil preservativos devem ser distribuídos para a população nas unidades de saúde da capital e interior, pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM).


Os testes rápidos, assim como a distribuição de preservativos, serão intensificados nas unidades de saúde, como a Policlínica Gilberto Mestrinho, Danilo Correa e o Centro de Atenção Integral a Melhor Idade (Caimi) André Araújo. Conforme a coordenação, além das unidades do Estado, a SES-AM envia preservativos para as unidades de saúde municipais, que também farão ações de prevenção.


Dezembro Vermelho é o mês de conscientização e combate à doença. A data é reconhecida pelo Ministério da Saúde em razão do Dia Mundial de Luta contra a Aids, celebrado no mundo inteiro em 1º de dezembro.


Via D24AM


Em tempos de "censura" com o jornalismo independente precisamos da ajuda do nosso leitor para nos manter online. Agora você pode apoiar o Amazon Presse através do PIX: 32.688.550/0001-31. Colabore!
Postagem Anterior Próxima Postagem