Os estabelecimentos devem obedecer aos mesmos protocolos sanitários já em vigor para o segmento


 Os estabelecimentos devem atuar exclusivamente como restaurante, obedecendo aos mesmos protocolos sanitários já em vigor para o segmento.

As novas medidas foram anunciadas pelo governador Wilson Lima na última quarta-feira (25/11), durante reunião com representantes do setor de entretenimento e restaurantes, na sede do Governo do Estado, na Compensa. Elas constam do Decreto nº 43.109, de 27 de novembro de 2020.

De acordo com as medidas, os estabelecimentos poderão funcionar até 1h e devem restringir a ocupação em até 50%, com limite de 500 pessoas, sendo vetada a venda de ingressos e utilização de pista de dança. Somente serão permitidos clientes sentados. Restaurantes, que estavam autorizados a funcionar até às 22h, também tiveram seu horário de funcionamento estendido para até 1h.




Protocolos

Com o objetivo de reduzir a disseminação da Covid-19, os locais serão obrigados a adotar os mesmos protocolos sanitários já utilizados por restaurantes na atual fase de flexibilização. Entre as medidas, é recomendada a aferição de temperatura na entrada do estabelecimento, bem como a distribuição de álcool em gel em pontos estratégicos e visíveis ao público.





Flutuantes



Flutuantes registrados como restaurantes na classificação da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) estão autorizados a funcionar desde o dia 16 de novembro, seguindo as normas do Decreto n° 43.030. Com isso, o funcionamento deve ocorrer até as 19h, com proibição de música ao vivo e de uso de áreas de lazer do estabelecimento, sendo permitido somente o uso da área de restaurante.

Via D24AM

Em tempos de "censura" com o jornalismo independente precisamos da ajuda do nosso leitor para nos manter online. Agora você pode apoiar o Amazon Presse através do PIX: 32.688.550/0001-31. Colabore!
Postagem Anterior Próxima Postagem