Cargos foram conquistados na região norte do estado, onde maioria da população é indígena


          Taxaua Benísio, Mario Nicácio e Dr. Raposo, indígenas eleitos em Roraima - Reprodução


O estado de Roraima elegeu dois prefeitos indígenas na noite deste domingo (15) durante as Eleições de 2020. No estado, um terço da cidades tiveram candidaturas indígenas concorrendo para a prefeitura, são elas: Amajari, Bonfim, Normandia, Pacaraima e Uiramutã.

Na região norte do estado, Tuxaua Benisio foi escolhido prefeito por 42,49% dos eleitores em Uiramutã, foram 2.066 votos. A disputa final pela prefeitura ficou entre Benisio e Dedel, também candidato indígena que concorria pelo PP.

IndÍgena da etnia Macuxi, Tuxaua Benisio, de 52 anos, foi eleito para o cargo majoritário pela Rede.

Nascido em Normandia, também em Roraima, atualmente reside e é Tuxaua (chefe temporal) da Comunidade Indígena Pedra Branca, localizada na Terra Indígena Raposa Serra do Sol. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 90% dos moradores de Uiramutã são indígenas.

Para a Câmara Municipal, 4 candidatos indígenas foram eleitos na cidade, são eles: Cizimar da Água Fria, Professora Delzuita, Professor Gedeão e Cricya Raposo. No total, Uiramutã teve 40 candidatos indígenas concorrendo nesta eleição.

Já em Normandia, Dr. Raposo, indígena de 42 anos, foi eleito prefeito pelo PSD. Com 23.3%, ele teve 1.463 votos, apenas 55 a mais que o segundo colocado. De acordo com o IBGE, mais da metade da população do município (56%) se declara indígena.

Raposo é formado em Direito pela Faculdade Cathedral de Ensino Superior. Dos 31 candidatos indígenas concorrendo na cidade, apenas Dani Esbell, do Solidariedade, conquistou uma cadeira na Câmara Municipal.

Em Bonfim, Mario Nicácio, da etnia Wapichana, foi eleito vice-prefeito pelo Republicanos na chapa encabeçada por Joner Chagas. Nicácio é vice-coordenador da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB).

Para a Câmara Municipal, Nonato do Moskow foi eleito pelo Pros. Em Amajari, Julio Souza foi eleito vereador pelo Republicanos. Boa Vista, capital do estado, não elegeu indígenas para nenhum cargo.

A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), preocupada com a atual situação da população indígena no país, lançou a Campanha Indígena, um chamado para dar visibilidade às candidaturas dessa população no país.

Segundo a plataforma, foram 920 candidaturas indígenas na região Norte, 503 no Nordeste, 355 no Centro-Oeste, 234 na região Sul e 164 no Sudeste. Em 2020 foram registradas 2.177 candidaturas indígenas nas eleições municipais, um aumento de 21% em relação a 2016 quando foram registradas 1.715 candidaturas.


Postagem Anterior Próxima Postagem