Fundada por Josué Cláudio de Souza, a emissora caiu no gosto da população com as vozes inconfundíveis do fundador e do radialista Valdir Correia
 

Em 24 de novembro de 1948, há exatos 72 anos, foi inaugurada a Rádio Difusora que veio a tornar-se uma das emissoras mais tradicionais de Manaus. Fundada por Josué Cláudio de Souza, a emissora caiu no gosto da população com as vozes inconfundíveis do próprio fundador e do radialista Valdir Correia que acompanhavam as manhãs de muitos amazonenses.

Há 44 anos, a história do radialista Valdir Correia se cruzou com a trajetória da Difusora. À reportagem do Diário do Amazonas, ele lembrou com saudosismo o papel que a emissora desempenhou na sociedade amazonense. “É um sentimento de grandeza e agradecimento. A Difusora vem até hoje fazendo um Rádio Humano, prestativo de serviço, em busca da verdade e sem fazer críticas pessoais, somente profissionais com o intuito de ajudar a população”.

O radialista e diretor comercial da emissora, afirma que a Difusora é um meio de dar voz à população a fim de resolver problemas cotidianos. “Fazemos o dia-a-dia do Raimundo, do José, do Francisco, que podem ir ao microfone da Difusora reivindicar água, luz, segurança… Funcionamos como uma espécie de elo entre os ouvintes e as autoridades”, pontuou.


Após muitos anos no ar, o principal patrimônio da emissora é o ouvinte, conforme Valdir Correia. “Só temos a agradecer o povo, pois confiam na rádio Difusora. Vivemos muitos momentos inesquecíveis ao longo desses anos e nosso maior patrimônio são os ouvintes”, finalizou.


Via D24AM

Postagem Anterior Próxima Postagem