Já está na Internet a petição voltada ao Governo do Estado para transformar em abono salarial os recursos não usados do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

A petição foi criada pelo deputado estadual Fausto Jr. (PRTB) e pode ser acessada pelo endereço https://bit.ly/3pOhZe2.

A meta é reunir mais de 10 mil assinaturas em apoio ao pagamento do abono aos profissionais da educação.

O deputado explica que neste ano o Fundeb terá uma sobra no caixa de aproximadamente R$ 200 milhões que não foram aplicados na educação. Os recursos não foram usados por causa da paralisação das escolas em decorrência da pandemia do coronavírus (causador da Covid -19).

A ideia, segundo o deputado, é pagar um abono salarial extra no final do ano. Terão direito ao benefício todos os servidores da educação estadual, como professores, merendeiras, bibliotecários, serventes e gestores, entre outros.

Para mobilizar o setor educacional e toda a sociedade, Fausto Jr. está criando uma petição on-line para explicar de onde virá o dinheiro para o pagamento do abono, bem como quais profissionais terão direito ao benefício.

A meta é reunir mais de 10 mil assinaturas na petição, que será entregue até o início de dezembro ao governador Wilson Lima e ao secretário de Educação, Luis Fabian Pereira.

Fausto Jr. lembra que, por causa da pandemia, as escolas públicas do Estado ficaram quase cinco meses sem aulas presencias. Essa paralisação permitiu que o governo do Estado economizasse quase R$ 200 milhões do Fundeb.

“A valorização dos professores e de todos os profissionais da educação passa pela remuneração salarial. São trabalhadores que voltaram às escolas, mesmo correndo o risco de contrair o coronavírus”, argumenta o deputado.

O parlamentar acrescenta que o pagamento do abono será o reconhecimento a milhares de profissionais que arriscaram suas vidas para cumprir a ordem de reabrir as escolas.

Via Assessoria de Imprensa 
Postagem Anterior Próxima Postagem