O deputado estadual Fausto Jr. (PRTB) cobrou nesta terça-feira (24) explicações do Governo do Amazonas sobre qual a função e as ligações do empresário Alessandro Bronze dentro da estrutura do Executivo Estadual.

O deputado disse que recebeu em seu gabinete uma denúncia que aponta Alessandro Bronze como lobista dentro do Palácio da Compensa, interferindo nas ações do Governo.

Fausto comparou Alessandro Bronze à marqueteira Carla Pollake, que foi acusada pela CPI da Saúde de interferir junto ao governo do Estado para aprovar projetos que desviaram recursos públicos na Secretaria de Saúde do Amazonas (Susam).

No plenário da Assembleia Legislativa, Fausto Jr. mostrou a cópia de um documento emitido pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Francisco Falcão, que determinou a quebra do sigilo telefônico e de e-mail de Alessandro Bronze.

Falcão é o ministro do STJ que atua no inquérito aberto para apurar denúncias e desvios de recursos na Saúde do Amazonas, que tem entre seus alvos o governador Wilson Lima.

Em junho deste ano, Falcão determinou a deflagração da Operação Sangria, que teve com alvos membros do alto escalão do governo do Amazonas e servidores públicos da Saúde.

Segundo o documento revelado por Fausto Jr, as informações obtidas com a quebra de sigilo serão encaminhadas à Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros do Governo Federal, e também à Procuradoria Geral da República.

“Queremos saber o que Alessandro Bronze faz dentro do governo. Ele não possui cargo ou nomeação, porém atua livremente nas secretarias”, denunciou Fausto Jr. “O governo precisa dar explicações à sociedade”, cobrou.

Segundo reportagem publicada pelo jornal Diário do Amazonas, Alessandro Bronze transita “com desenvoltura nos bastidores de pastas com orçamento robusto, como o da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), e chegava a influenciar importantes decisões”.

A mesma reportagem aponta o empresário como “homem bomba” do governo do Amazonas devido o volume de informações que possui.

Via Assessoria de Imprensa 
Em tempos de "censura" com o jornalismo independente precisamos da ajuda do nosso leitor para nos manter online. Agora você pode apoiar o Amazon Presse através do PIX: 32.688.550/0001-31. Colabore!
Postagem Anterior Próxima Postagem