O publicitário João Santana, responsável por campanhas presidenciais do PT em 2006, 2010 e 2014, afirmou na noite de hoje, no programa Roda Viva, que a prática do caixa dois é a "alma do sistema eleitoral brasileiro". 

A entrevista foi a primeira concedida por Santana desde 2016, quando foi preso em operação da Lava Jato. 

"O caixa dois não foi uma unha encravada no sistema político brasileiro. O caixa dois foi sempre a alma do sistema eleitoral brasileiro, era uma coisa geral, especifica, poucos foram punidos." Disse João Santana 

O marqueteiro na Lava Jato O publicitário João Santana foi acusado, junto de sua mulher, Mônica Moura, de participação em esquema de corrupção envolvendo contratos ilícitos da Odebrecht e da Petrobras que teriam beneficiado o PT. Os dois foram condenados a sete anos e seis meses de prisão por diversos crimes de lavagem de dinheiro. Ambos tiveram as penas substituídas após fecharem acordo de delação premiada, homologado pelo STF (Supremo Tribunal Federal). O casal admitiu, em mais de uma ocasião, o uso de caixa dois — prática de pagamentos não declarados ao fisco.

Via UOL

Postagem Anterior Próxima Postagem