É natural que em meio e um cenário tão conturbado e desafiador como dos últimos tempos, muitos de nós sejam levados pela dor, angústia, raiva, chateação ou desânimo. Meu papel aqui no entanto, é lembra-los exatamente do oposto: o que há de positivo em meio a tudo isso.

Quando pensamos naqueles que perderam entes queridos durante a pandemia, é importante lembrar de toda sua força e resiliência. Infelizmente, não há tempo para o luto quando ainda precisam cuidar de si mesmo. O aprendizado é que ninguém nos deixa em momento ideal e daí a percepção de que devemos aproveitar a companhia dos que amamos sem tempo a perder.

Quando imaginarmos tantos planos que foram atrapalhados, é importante recordar da criatividade e dinamismo daqueles que conseguiram buscar alternativas e fazer ajustes. O ensinamento é de que nem tudo acontece como a gente quer, mas nem por isso se torna impossível, basta adaptar a realidade que se mostra e seguir em frente.

Quando acharmos que o mundo está tomado por pessoas ruins e o ser humano não presta, recordamos pois de todas as ações do bem e de apoio social, iniciativas de proteção ao próximo, vindo de inúmeros lugares, pessoas, empresas e tantos mais. A lição é que a necessidade sempre se fez presente, e não precisamos esperar o limite para começarmos a ajudar na proporção de nossas capacidades.

Pra todos os efeitos, a geração que vive esta pandemia estará marcada (assim espero) pela compreensão de que a vida é transitória e não importa o que você faça, a qualquer momento ela pode acabar. Por isso mesmo a importância de se desapegar, viver a vida em seu potencial e não importa onde estiver, seguir fazendo o seu melhor pra si e para os outros.

Ainda que sejam criadas vacinas para prevenir da doença, não há remédio que apague da memória o que vivemos neste período. Erros e acertos certamente servirão de base para decisões futuras em todos os campos das nossas vidas.

Isso se aplica desde planos de viagem a relacionamentos, lares e trabalhos. Qualquer que seja o assunto, lembraremos sempre como não vale a pena se fixar em nada que não lhe traga a felicidade de estar ali. Assim começamos a perceber o quanto pessoas fortes são criadas em tempos difíceis: afinal, requer força e coragem para mudar tudo aquilo que não te faz bem.

Via FV
Postagem Anterior Próxima Postagem