MDB inova e fará o primeiro índio eleito vereador em Manaus. Em 2018 Marcos Apurinã teve quase 20 mil votos para deputado federal


Vindo de uma linhagem de guerreiros e líderes indígenas, Marcos Apurinã é pré-candidato a vereador em Manaus pelo Movimento Democrático Brasileiro. Ativista por longos anos da causa indígena, Marcos quer continuar lutando e fazendo com que seus projetos sejam referência em todo o Brasil.

Marcos Apurinã nasceu em 1970, na aldeia Katispero Ti Kamikuã, em Boca do Acre. Em 2003 assumiu o Conselho Distrital de Saúde indígena em nível nacional; em 2008 esteve à frente da Comissão de Lideranças Indígenas do Brasil em Nova York, entre outras ações pelos povos indígenas.

Conhecido por suas lutas incessantes, Marcos foi incentivado por amigos a ter um olhar para a política partidária. Concorreu para deputado em 2018, e em 2021 quer ter um espaço na Câmara Municipal em Manaus.

Alguns de seus objetivos é lutar pela continuidade da cultura indígena em escolas da capital, dar mais atenção a questão ambiental, e procurar fazer com que mais pessoas sejam empregadas, pois para Apurinã, o trabalho faz com que o homem se ocupe e melhore a segurança.


“Não vou lutar por cadeira, vou lutar pelas vidas, meu intuito de estar na Câmara. Vai ser uma porta que nós, indígenas, vamos estar abrindo. Cada seguimento tem seu representante, porque não um índio?”, questionou o pré-candidato.


O ativista será na CMM um transmissor de idéias, fiscal, e pretende ter uma boa relação com outros parlamentares.


Após as convenções, Marcos Apurinã revelará seus projetos e depois de assumir o cargo, honrar com os compromissos.

Fotos : France Torres


Postagem Anterior Próxima Postagem