52 Mortes: Os intensos confrontos também têm feitos vítimas pessoas que não possuem ligações com o tráfico de drogas. População está com medo e pede socorro



Desde o mês de fevereiro a Compensa, na zona Oeste de Manaus, tem liderado o ranking de bairros com o maior número de homicídios da cidade. De acordo com os dados do Sistema Integrado do Sistema de Segurança (Sisp), dos 351 assassinatos ocorridos até o mês de julho deste ano, 52 ocorreram no bairro, um total de 14% dos casos.

Em janeiro, o maior número de homicídios foi registrado no Novo Aleixo, na zona Norte, que é formado pelas comunidades Amazonino Mendes e Nossa Senhora de Fátima. Mas nos meses seguintes, a Compensa passou a liderar como área de maior incidência. Em segundo lugar, segue o Novo Aleixo e Tarumã, na zona Oeste.

Conforme investigações da Polícia Civil (PC), os registros de homicídios se voltaram para a Compensa, pincipalmente entre a 1ª e 2ª etapas, em decorrência da intensa disputa entre as facções criminosas Comando Vermelho (CV), que tenta tomar as bocas de fumo existentes do bairro, que ainda são, em sua maioria, controlada pela Família do Norte (FDN).

No final de julho, a guerra passou a ser mais intensa e moradores registraram, só dia 26/07, três ataques sucessivos num período de três horas. As ações resultaram na morte de dois homens, entre eles Antônio Felipe Carvalho Freitas, 23 e duas irmãs baleadas.

Logo após esse episódio, os crimes passaram a ser praticados, também, durante o dia. Um desses ataques vitimou Deney Nunes Marinho, 23. Ele foi morto depois de ser perseguido por um grupo de seis homens, no Beco Igarate, por volta das 11h20, do último dia 3.

Agosto

Nesses 10 primeiros dias de agosto, a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) já registrou dois novos homicídios. O último crime ocorreu na noite deste domingo, quando o repositor Warleson Gomes Barbosa, 23, foi executado com ao menos oito tiros. Nenhum dos suspeitos pelo crime foi identificado.

Os intensos confrontos também têm feitos vítimas pessoas que não possuem ligações com o tráfico de drogas. Entre essas vítimas está o adolescente Jorge Gustavo Silva Santos, 12. Ele foi baleado no dia 12 de maio e morreu seis dias depois, no Hospital da Criança da Zona Leste, o ‘Joãozinho’.

O menino foi ferido com um tiro na cabeça por uma bala perdida. Ele foi baleado no mesmo dia em que Kevin Pedrosa Alves, 23, o ‘Kevinho’, que era o alvo dos atiradores foi executado.

No último dia 26, duas irmãs adolescentes de 13 e 14 anos foram baleadas durante uma série de tiroteios, que assustou os moradores da localidade. As duas meninas estavam em uma banca de lanche dos pais, quando foram atingidas por balas perdidas. 


No último dia 1, a SSP fez operações nas zonas Oeste e Centro-Oeste, mas não houve nenhuma prisão








Operações

Desde o início dos conflitos, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) realizou uma operação em combate ao tráfico de drogas na localidade. A ação foi desencadeada no dia 14 de julho e ocorreu, segundo o secretário Louismar Bonates, após uma série de denúncias feitas por moradores ao Disk-181.

No último dia 1, a SSP voltou a fazer operações nas zonas Oeste e Centro-Oeste de Manaus, mas de acordo com informações divulgadas pela assessoria, não houve nenhuma prisão na Compensa, apenas no bairro Alvorada e Tarumã. A ação, que mobilizou parte do efetivo da Polícia Militar resultou na apreensão de 130 porções de entorpecentes. 


Em números

Janeiro – 4º lugar – 5 mortes

Fevereiro 1º lugar – 11 mortes

Março – 1º lugar – 6 mortes

Abril - 1º lugar – 6 mortes

Maio - 1º lugar – 11 mortos

Junho - 1º lugar – 6 mortos

Julho - 1º lugar – 7 mortos



Via Toda Hora
Postagem Anterior Próxima Postagem