Vereadores afirmam que não perceberam o casal transando ao vivo pois eles estavam muitos compenetrados no tema da audiência pública


Mesmo com a situação constrangedora, os participantes, seguem normalmente com a reunião

Na sexta-feira (14), participantes da audiência pública da Comissão dos Direitos da Criança e do Adolescente da Câmara do Rio, conduzida pelo presidente da comissão, o vereador Leonel Brizola (PSOL), passaram por uma situação, um tanto que constrangedora. No meio da reunião, um casal apareceu fazendo sexo, enquanto os parlamentares discutiam sobre a merenda escolar dos alunos da rede municipal, na pandemia do coronavírus.

A audiência começou por volta das 10 horas. No decorrer da reunião, um dos participantes, identificado com o nome de uma pessoa que não é parlamentar, sai da reunião, porém deixa a câmera ligada. Nada demais, até que o mesmo aparece fazendo sexo como se nada estivesse acontecendo.


Mesmo com a situação constrangedora, os participantes, seguem normalmente com a reunião.

De acordo com o jornal O Dia, o vereador Babá (PSOL), revela que não viu nada durante a audiência. "Acredito que a maioria que estava na sessão também não viu aquele ato. Nós estávamos muito focados no debate que era extremamente importante", conta. O vereador também disse não saber quem eram as pessoas que apareceram fazendo sexo audiência. "Tinha movimentos sociais, estudantis, pais e professores", comenta. O vereador Celso Lupparelli (DEM) também afirma não ter visto nada durante a reunião.
Postagem Anterior Próxima Postagem