O governo do Amazonas comprou respiradores "inadequados" em uma loia de vinhos e pagou valor 300% maior do que o preço médio de mercado


O Ministério Público do Amazonas (MPAM) deflagrou na manhã de hoje uma operação que investiga suposta fraude na compra de ventiladores pulmonares, também chamados de respiradores, por parte do governo do Amazonas.

Batizada de Operação Apneia, a ação cumpre 14 mandados de busca e apreensão em diferentes endereços de Manaus, entre eles a sede da Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas.

A operação é deflagrada pouco mais de um mês após o UOL noticiar que o governo do Amazonas comprou respiradores "inadequados" em uma adega de vinhos e pagou valor 300% maior do que o preço médio de mercado.




Via Uol
Postagem Anterior Próxima Postagem