Médicos e demais profissionais da saúde de Itacoatiara (distante 175 km de Manaus em linha reta) estão sem receber os seus salários há mais de 3 meses, mesmo a prefeitura tendo recebido cerca de R$ 11,7 milhões de recursos do Fundo de Fomento, Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI) e do Governo Federal para saúde no enfrentamento ao coronavírus, causador da Covid-19.

A denúncia foi feita na Sessão virtual da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na manhã desta terça-feira (2), pelo deputado Dermilson Chagas (Podemos), que irá levar o caso para Ministério Público do Estado (MPE) e para o Tribunal de Contas do Estado (TCE).

De acordo com Dermilson, mais de 800 casos de coronavírus e quase 50 mortes foram confirmados em Itacoatiara. “E o que o prefeito Antônio Peixoto faz? Deixa os médicos sem salário por 3 meses. Mesmo com mais de R$ 11,7 milhões que recebeu de ajuda financeira. Um absurdo. Os heróis que estão na linha de frente do combate à essa pandemia estão sendo deixados de lado pela prefeitura que está cometendo o mesmo erro do Governo do Amazonas”, disse.

Diante do fato, os médicos do município, decidiram paralisar suas atividades parcialmente, atendendo apenas casos de urgência e emergência. Ou seja, cirurgias eletivas estão suspensas. Para Dermilson, a população de Itacoatiara não pode pagar o preço pela irresponsabilidade do prefeito Antônio Peixoto (PT). “Não é justo as cirurgias eletivas ficarem suspensas e outros serviços também por causa da má gestão local. Espero que o Peixoto tome juízo. Pois, como deputado, irei denunciar o caso ao Ministério Público do Estado e ao Tribunal de Contas do Amazonas. Não podemos aceitar esse descaso com a saúde do povo de Itacoatiara”, afirmou.



Beruri - AM

Outro caso denunciado pelo deputado Dermilson, está ocorrendo no município de Beruri (distante 173 km da Capital em linha reta), onde segundo ele não há medicamentos para atender a população. “A prefeita Maria Santos de Oliveira (MDB) recebeu para saúde cerca de R$ 3,3 milhões do Governo Federal e do FTI. Tem muito dinheiro para gastar no combate ao coronavírus. Mas será que estão sendo usados como deveriam? Pois, o que eu mais recebo de denúncia por parte da população é que medicamentos e insumos básicos estão em falta”, disse.

Além disso, Dermilson diz que o sistema viário do município está precário e cobra soluções da prefeita. “Ou ela faz o que deve ser feito, ou vou ao Ministério Público levar a situação problemática que se encontra o município, devido a sua má gestão”, disse.

Via Assessoria de Imprensa 
Postagem Anterior Próxima Postagem