Com a pandemia do novo coronavírus muitos Setores da Economia foram prejudicados. O turismo, segundo apontam especialistas, por diversos motivos, como preocupação social em alta, destinos pós-pandemia, baixo poder de compra; será um segmento que levará mais tempo para se recuperar dos efeitos da crise. De acordo com dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o setor já perdeu R$ 62,56 bilhões desde o início da pandemia e intenção de consumo das famílias tem maior queda em 10 anos.

Atualmente no Amazonas há cerca de 400 profissionais atuando como Guias de Turismo espalhados por 54 municípios e a maioria deles está passando por sérias dificuldades financeiras devido a paralisação das atividades. 

O Presidente da Comissão de Turismo e Fomento na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado Felipe Souza (Patriota), desde o começo da pandemia, tem proposto requerimentos e projetos de lei que beneficiam a classe em época de calamidade pública, como linha de crédito facilitada, “selo do turismo” em empreendimentos turísticos, transferência de recursos financeiros, entre outras medidas. Um dos Projetos do parlamentar trata sobre o pagamento de um salário mínimo por três meses para os Guias de Turismo cadastrados no CADASTUR até 20/03/2020 e que não possuem renda fixa.

Em sessão virtual da Aleam, Felipe pediu urgência na aprovação desse PL, “peço celeridade no processo desse projeto porque o setor do turismo foi um dos mais abalados nessa crise e os profissionais da área estão enfrentando situação muito difícil”. As ações do parlamentar relacionadas a esse tema, tem recebido apoio do Sindicato dos Guias de Turismo do Amazonas.

Via Assessoria de Imprensa 
Em tempos de "censura" com o jornalismo independente precisamos da ajuda do nosso leitor para nos manter online. Agora você pode apoiar o Amazon Presse através do PIX: 32.688.550/0001-31. Colabore!
Postagem Anterior Próxima Postagem