Uma italiana ganhou uma pintura de Pablo Picasso avaliada em US$ 1,1 milhão (R$ 6,1 milhões) depois de receber o bilhete premiado de uma rifa de presente




O bilhete foi sorteado durante uma transmissão ao vivo na quarta-feira (20/5), na casa de leilões Christie's, em Paris.

O evento, cujo objetivo era arrecadar fundos para a organização Care, já tinha sido adiado duas vezes. Na primeira, para vender mais bilhetes, e depois devido a restrições por conta da pandemia de covid-19.

O quadro sorteado, Natureza morta, foi pintado por Pablo Picasso em 1921.

No total, foram arrecadados cerca de US$ 5,6 milhões (R$ 31,3 milhões) com a venda de 51 mil bilhetes, a US$ 109 cada (R$ 610).

Cerca de 29% das rifas foram vendidas na França, seguida por Estados Unidos e Suíça na lista de países com mais participantes.

Os organizadores dizem que US$ 4,6 milhões (R$ 25,7 milhões) do dinheiro arrecadado serão destinados a projetos para levar água potável a escolas e cidades de Madagascar, Marrocos e Camarões.

David Nahmad, o bilionário que cedeu a pintura de Picasso, receberá cerca de US$ 980 mil (R$ 5,5 milhões).

O colecionador de Mônaco, dono de 300 obras do artista espanhol, também doou US$ 109 mil (R$ 610 mil) à Care.

"Picasso teria adorado uma operação como essa porque era alguém com grande interesse em causas sociais e humanitárias", disse à agência Reuters Peri Cochin, organizadora do sorteio.

"A crise do coronavírus deixou claro o quanto é importante lavar as mãos, e isso só pode ser feito com água limpa".

Em tempos de "censura" com o jornalismo independente precisamos da ajuda do nosso leitor para nos manter online. Agora você pode apoiar o Amazon Presse através do PIX: 32.688.550/0001-31. Colabore!
Postagem Anterior Próxima Postagem