General Eduardo Pazuello afirmou que Brasil precisa preparar estrutura para receber pacientes de fora dos grandes centros. País tem 22.666 mortes e 363.211 casos confirmados de covid-19



O ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, disse nesta segunda-feira (25) que o efeito da pandemia do novo coronavírus em cidades do interior ainda está por vir.

Mesmo sem a interiorização, o Brasil já tem mais de 22 mil mortes por covid-19 e mais de 350 mil casos confirmados da doença, segundo dados do Ministério da Saúde.

Pazuello discursou durante uma videoconferência realizada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) nesta manhã. Ele explicou que a pandemia tem três etapas: preparação, impacto nas regiões metropolitanas e capitais, e impacto no interior.


O ministro interino da Saúde disse que o Brasil passa pela segunda etapa, com concentração nos grandes centros, e que haverá um “espraiamento” dos casos para cidades do interior.


“Nós temos o impacto das capitais e regiões metropolitanas. Esse impacto ele vai passar e nós vamos ter o espraiamento disso de alguma forma para o interior, e vamos ter que ter as estruturas que foram preparadas na capital e regiões metropolitanas para receber esse pessoal do interior que não tem as estruturas lá”, afirmou Pazuello.


Dados da Fiocruz e das secretarias estaduais apontavam que a covid estava se irradiando das metrópoles para cidades menores. Uma pesquisa da Fiocruz com dados do IBGE mostra que 44% das cidades do país de 20 a 50 mil habitantes já tinam casos de Covid-19 no começo de maio.


Não podemos esquecer que vem ainda o impacto do interior. E aí a gente tem de estar preparado para isso”, reforçou o ministro.

Em tempos de "censura" com o jornalismo independente precisamos da ajuda do nosso leitor para nos manter online. Agora você pode apoiar o Amazon Presse através do PIX: 32.688.550/0001-31. Colabore!
Postagem Anterior Próxima Postagem