Meu pai sempre diz uma frase que eu preciso concordar: “Quem não vai por amor, vai pela dor.” Essa frase se refere a buscar a Deus. Quando não o fazemos por amor, fazemos pela dor.


Provavelmente, você já deve ter escutado essa expressão e concorda comigo. Ou melhor, com meu pai.

É necessário voltar nossa atenção a Deus quando tudo vai bem em nossa vida. Sabe por que? Porque se tudo vai bem, é graças a Ele! Precisamos expressar nossa gratidão também.

Muitas vezes, erroneamente, acreditamos que Deus é como um atendente da pizzaria. Ligamos, fazemos nosso pedido e desligamos logo em seguida. Bastando apenas esperar pela pizza.

A verdade é que Deus não é um atendente de pizzaria. Ele pode fazer muito mais por nós, se estivermos dispostos a fazer muito mais por Ele também!






Um velho amigo, usando essa analogia de atendente de pizzaria, disse-me certa vez que Deus não era o atendente, ele era o pizzaiolo, porque Ele não está interessado em apenas dar-nos uma boa pizza, mas principalmente em nos ajudar a preparar uma boa pizza.

Ou em outras palavras, não “ligamos” para o Senhor resolver nossos problemas. “Ligamos” para o Senhor nos ensinar a resolver e vencer todas as questões da vida.

Em meio a tudo que está acontecendo no mundo agora, muitos têm se voltado para Deus. Isso não é ruim, é uma oportunidade de aproximação com nosso Pai Celestial. No entanto, podemos buscá-lo quando tudo está bem!

E como fazemos isso?


1) Lembre-se de que tudo de bom provém de Deus. Ofereça orações de gratidão.






Em Tiago 1:17 lemos:


“Toda boa dádiva e todo dom perfeito são do alto, e desce do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.”

Quando tudo está bem em nossa vida, precisamos nos lembrar do motivo. Tudo que é bom, vem Dele, assim sendo, devemos expressar nossa gratidão pelo que já temos.




2) Deus está e sempre estará conosco. Ele nunca nos abandonará!


O inimigo quer nos fazer acreditar que Deus só estará conosco quando fizermos tudo certo, porém, isso não é verdade. Deus estará sempre conosco, independente de quem tenhamos sido ou de quem somos agora.

Jesus Cristo, por exemplo, almoçava com os pecadores, visitava o cobrador de impostos, conversava com mulheres adúlteras e nunca os julgava.

O exemplo de Cristo nos mostra que tanto ele próprio, como Deus, não estão interessados em outra coisa, a não ser nosso coração e nossa capacidade de ser alguém melhor dia após dia.

Lembremo-nos de Mateus 18:20 que diz:


“(…) E eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.”




3) Devemos continuar no caminho.




[Infelizmente, muitos quando alcançam seus objetivos, se esquecem de Deus e de Seus retos caminhos. Todavia, essa não é a melhor escolha a se fazer.

A melhor escolha a se fazer é continuar no caminho, mesmo quando tudo vai bem.

Mateus 7:13-14 nos dá direções claras sobre o que devemos fazer:


“Entrai pela porta estreira, porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ele;

Porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que o encontrem.”

A visão da árvore da vida, no sonho de Leí é outro exemplo claro que pode ilustrar perfeitamente esse ponto.

Vamos ler o que nos diz os versículos 23 e 23 de 1 Néfi 8:


“E aconteceu que elas começaram a andar pelo caminho que conduzia à árvore.

E aconteceu que se levantou uma névoa de escuridão, sim, uma névoa de escuridão tão densa que os que haviam iniciado o caminho se extraviaram dele e, sem rumo, perderam- se.”




Muitos até começam a trilhar o caminho, mas perdem-se por vários motivos. Não devemos deixar a barra de ferro por nenhum motivo, principalmente quando tudo estiver bem!
Em resumo…

Deus sempre estará conosco. E Ele deseja que sempre estejamos com Ele. Quer seja um momento muito bom ou um momento muito ruim, Ele caminhará conosco.

Se um dia sentir-se longe do Pai Celestial, lembre-se de que não foi Ele quem se afastou…


Via maisfe.org

Postagem Anterior Próxima Postagem