Presidente comentou o pedido encaminhado à PGR e disse que ''jamais'' entregará o aparelho
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na noite desta sexta-feira (22/5), em entrevista à Rádio Jovem Pan que 'jamais' entregará o telefone celular para a Justiça.

Jamais pegarão meu telefone, jamais. O chefe do Executivo disse ainda que tomou conhecimento da nota divulgada mais cedo pelo ministro do GSI, general Augusto Heleno, que criticava o pedido de apreensão do telefone da presidência e caracterizava como "inaceitável" a medida. O GSI disse ainda que 'tal atitude é uma evidente tentativa de comprometer a harmonia entre os poderes e poderá ter consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional

Tomei conhecimento do texto antes da publicação. Olhei, ele disse que ia publicar o texto. Olhei, falei: "O sr. fique à vontade". Agora, espera aí, um ministro do STF querer um telefone institucional do presidente da República que tem contato de alguns líderes do mundo por causa de fake news? Tá de brincadeira comigo. No meu entender, com todo respeito ao STF, nem deveria encaminhar esse pedido para o procurador-geral da República. Está na cara que eu jamais entregaria meu telefone. Estaria sim, sendo criada uma crise institucional. A troco de que? Qual o próximo passo? É dar uma canetada e falar que eu não sou mais presidente? Alguém está achando que eu sou um rato para entregar um telefone meu numa circunstância como essa? Pelo amor de Deus. Somos três poderes independentes e ponto final e cada um tem que saber o seu limite

10 curiosidades sobre o Hino Nacional Brasileiro

Via Correio Braziliense 
Postagem Anterior Próxima Postagem