Moção de apelo de autoria do deputado Belarmino Lins (Progressistas), aprovada pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), pede que a Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) notifique e adote providências contra as operadoras de telefonia e internet Vivo, Claro e Oi em razão dos péssimos serviços prestados nos municípios situados na Calha do Juruá, no Estado do Amazonas.

Com base em informações repassadas pelo vereador José Airton (PRP), membro da Câmara Municipal de Carauari (distante 789 km de Manaus em linha reta), o deputado sustenta que os desserviços das operadoras Vivo, Claro e Oi ocorrem há mais de dois anos em Carauari. A Claro, que vinha realizando razoável serviço, praticamente interrompeu suas operações há 15 dias.

De acordo com Belarmino, em Carauari a torre central da Vivo há tempos não funciona adequadamente e seu serviço de internet é péssimo. Desde 2019 a população local aguarda a Vivo instalar a Banda 4G, mas até o momento a sua torre central só opera 3G, e de modo precário.

Quanto a Oi, diz o parlamentar, os seus telefones públicos (orelhões) da cidade e das comunidades, em sua quase totalidade, encontram-se com defeitos, sem funcionamento e inadequados para uso público por conta do esgotamento de sua vida útil, precisando ser trocados por equipamentos novos e mais modernos.

Com os olhos postos nessa realidade, não temos dúvida de que os desserviços envolvendo Carauari também estejam causando indignação às populações dos demais municípios situados na Calha do Juruá, razão pela qual resolvemos encaminhar Moção de Apelo à Defensoria Pública do Estado, na pessoa do doutor Ricardo Paiva, para que notifique as operadoras Vivo, Claro e Oi a fim de que elas adotem medidas que restabeleçam a qualidade dos seus serviços em cada município”, finalizou Belarmino.

Via Assessoria de Imprensa
Postagem Anterior Próxima Postagem