Em fevereiro deste ano, a Zona Franca de Manaus (ZFM), completou 53 anos de existência, em um cenário de dificuldade cada vez maior na atração de novas empresas e na abertura de vagas no mercado de trabalho. Nesse contexto, o Projeto que destrava a exploração do gás natural no Estado, aprovado durante a semana pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), abre perspectivas para alternativas de atividades econômicas, tanto em Manaus, quanto nos municípios.

De autoria do presidente da Casa, deputado Josué Neto (PRTB), o projeto na prática, fará com que o gás extraído no Estado fique acessível à população de Manaus e do interior. Atualmente, o gás natural extraído no Amazonas é levado para o Estado de Roraima.

Josué Neto destacou que a exploração do gás natural é um dos caminhos para a retomada da economia. “Com melhores condições para o fornecimento do insumo teremos energia mais barata. Vamos voltar a ter emprego e renda em várias áreas”, explicou.

Favorável à proposta que teve a maioria absoluta dos votos, o deputado Sinésio Campos (PT), ressaltou que Josué Neto foi assertivo ao propor a medida.

“Vivemos um momento delicado na economia. Os impactos do novo coronavírus serão muitos. O Estado vai precisar do reforço que virá da exploração do gás natural”, comentou.


Via Assessoria de Imprensa 
Postagem Anterior Próxima Postagem