“A Páscoa é um feriado cristão que comemora a Ressurreição de Jesus Cristo. Depois que Cristo morreu na cruz, Seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde permaneceu separado de Seu espírito até Sua Ressurreição, quando Seu espírito e Seu corpo foram reunidos. Os santos dos últimos dias afirmam e testificam que Jesus Cristo ressuscitou e vive hoje com um corpo glorificado e aperfeiçoado de carne e ossos” Encyclopedia of Mormonism (1992), 2:433.



Após sua Ressurreição, Jesus apareceu primeiro a Maria Madalena e depois a outros discípulos. Alguns não ficaram convencidos de sua Ressurreição, acreditando que o seu aspecto era de um espírito sem corpo. Ele disse: “Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo; apalpai-me e vede, pois um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho” (Lucas 24:39). Ele então comeu peixe e mel em sua presença, para dissipar suas dúvidas.

A Páscoa é uma comemoração, não apenas da Ressurreição de Cristo, mas também da ressurreição universal. Por meio da Expiação de Jesus Cristo, todas as pessoas ressuscitarão. Seu corpo e espírito será reunido, para nunca mais se separarem. Os santos dos últimos dias conhecem a verdade da declaração de Paulo, “mas agora Cristo ressuscitou dentre os mortos, e as primícias dos que dormem. “ (…) porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo”I Coríntios 15:22.


Os santos dos últimos dias realizam reuniões no domingo de Páscoa, mas não seguem os ritos religiosos da quarta-feira de cinzas, quaresma ou semana santa. As reuniões da Igreja durante a Páscoa tradicionalmente examinam os relatos do Novo Testamento e do Livro de Mórmon da crucificação de Cristo, sua Ressurreição e outros acontecimentos. As capelas são frequentemente decoradas com lírios brancos e outros símbolos da vida. O coro da ala freqüentemente apresenta uma cantata de Páscoa e a congregação canta hinos de Páscoa. Como nas reuniões dos outros domingos, os emblemas do sacramento são distribuídos à congregação.


Algumas famílias SUD incluem ovos e coelhos de Páscoa em sua festa para a alegria das crianças. Essas tradições não são desencorajadas oficialmente, embora não tenham nenhum significado religioso para os santos dos últimos dias. O foco do feriado é religioso. Para os santos dos últimos dias, a Páscoa é uma celebração da promessa de vida eterna por meio de Cristo. Eles compartilham a convicção de Jó: “porque eu sei que meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra. E depois de consumida a minha pele, contudo ainda em minha carne verei a Deus” (Jó 19:25 – 26).


Postagem Anterior Próxima Postagem