Empresa adapta a rotina dos colaboradores das operações para manter o fornecimento de energia às regiões Norte e Nordeste. Eneva vai doar  aparelhos de ventilação pulmonar e respiração assistida para o Amazonas, Ceará, Maranhão, Roraima e Rio de Janeiro





Com objetivo de ajudar no combate à pandemia do coronavirus (covid-19), a Eneva, geradora de energia que atende as regiões Norte e Nordeste do país, vai doar 25 aparelhos de ventilação pulmonar e respiração assistida para o Amazonas, Ceará, Maranhão e Roraima, estados onde se concentram as operações de exploração de gás, produção e geração de energia, e para o Rio de Janeiro, onde fica a sede da companhia. Os equipamentos estão sendo adquiridos e serão repassados aos governos estaduais assim que forem entregues pelos fornecedores. A entrega será feita de forma gradativa, entre Abril e Maio, por conta da grande demanda recebida pelos fornecedores em todo Brasil.

A Eneva também está distribuindo nesta semana cerca de 3500 kits com sabonete, sabão líquido e máscaras para as comunidades próximas as suas operações em São Luís, Santo Antônio dos Lopes, Capinzal, Lima Campos, Pedreiras, Trizidela do Vale e Paço do Lumiar, no Maranhão; Fortaleza e São Gonçalo, no Ceará; Monte Cristo, em Roraima; e Itapiranga e Silves, no Amazonas.

“Entendemos que nós, empresas, precisamos nos unir aos governos e sociedade civil para combater esse vírus que nos assola. A Eneva não poderia deixar de ser solidária e responsável neste momento de urgência, principalmente com os nossos colaboradores e com as comunidades que estão próximas as nossas operações. Estamos redobrando nossos cuidados e atenção para manter as operações essenciais de fornecimento de energia, sem descuidarmos do bem-estar das pessoas”, explica o presidente da Eneva, Pedro Zinner.

Como a empresa tem o compromisso de fornecer energia às regiões Norte de Nordeste do país, as operações seguem de forma adaptada ao atual momento. Para garantir segurança e tranquilidade aos seus colaboradores, a Eneva também está adquirindo dois mil testes do covid-19. Além disso, a empresa adotou uma série de medidas nas unidades operacionais, mantendo um rigoroso protocolo de proteção dos colaboradores para evitar a propagação do coronavírus. Entre as iniciativas, destaque para a alteração da escala de trabalho nas áreas operacionais, o aumento da quantidade de ônibus com taxa de ocupação dos colaboradores reduzida pela metade, o acompanhamento diário pela área de Saúde, com medição da temperatura corporal e informações massivas de cuidados e higiene, e o distanciamento nos refeitórios e áreas comuns nas unidades operacionais.

Os colaboradores da área administrativa da sede e das unidades operacionais estão em home office. “Estamos seguindo todas as recomendações dos órgãos oficiais de saúde nacionais e internacionais, implantando as medidas preventivas para conter o avanço do coronavírus, sem esquecer do nosso papel crítico de garantir energia para a sociedade”, complementa Zinner.



Via Assessoria de Imprensa 
Postagem Anterior Próxima Postagem