A aquisição de respiradores para o Estado do Amazonas tem sido uma luta diária do deputado estadual Felipe Souza (Patriota). O parlamentar já foi, inclusive, ao Instituto de Tecnologia e Negócios do Norte (ITN) acompanhar o processo de construção de respiradores desenvolvidos pelo Instituto.

“Além da Universidade Estadual do Amazonas (UEA) que produz EPIs, estive também no ITN. Os respiradores que eles estão desenvolvendo lá, além de terem um preço muito abaixo do praticado no mercado nacional e internacional, já possuem a validação de fisioterapeutas e médicos intensivistas” ressaltou Felipe.

O parlamentar também é um dos deputados da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) que enviaram mais de R$ 33 milhões para socorrer a saúde pública do Estado. Desse valor, pouco mais de R$ 29 milhões foram enviados exclusivamente para a compra de respiradores destinados às Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). O montante tem origem na realocação das emendas impositivas à Lei Orçamentária Anual do Amazonas (LOA) de 2020, que já tinham sido destinadas ao setor, mas que em votação virtual no último dia 7, foram remanejadas para o combate à Covid-19.

Felipe deixou à disposição do governo, por meio da Secretaria de Saúde do Estado (Susam), R$ 1 milhão. Na Sessão virtual da última quarta-feira (22), em que a titular da pasta, Simone Papaiz, esteve presente, o parlamentar lamentou que, mesmo com os valores já disponibilizados pela Casa, o Estado ainda não tenha adquirido nenhum respirador.

Souza também subscreveu o requerimento de autoria do deputado João Luiz (Republicanos) que visa a transparência sobre o número de respiradores disponíveis no Estado, bem como sua distribuição.

Eu sinceramente não entendo como há mais de um mês vivendo a pandemia e vendo o sistema de saúde do Amazonas colapsar mais a cada dia, ainda estarmos pedindo autorização do Governo Federal para adquirir esses respiradores. Espero que com esse requerimento tenhamos acesso a dados detalhados sobre esses equipamentos chaves no atendimento a pacientes acometidos pela Covid-19”, expressou Felipe Souza.

Via Assessoria de Imprensa 
Postagem Anterior Próxima Postagem