A presidente da Comissão de Saúde e Previdência da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputada Mayara Pinheiro (PP), apresentou dois ofícios solicitando explicações do Poder Executivo, sobre os contratos administrativos dos hospitais Nilton Lins e Deplhina Aziz. Além disso, os documentos pedem detalhamento do funcionamento do Comitê de Calamidade Pública, bem como o planejamento estratégico das ações de combate à covid-19.

De acordo com a parlamentar, com estes dois ofícios enviados às Secretarias Estaduais da Saúde e da Fazenda, na última quinta-feira (16), já são, nos últimos dias, pelo menos doze documentos pedindo respostas sobre as ações do Governo do Estado e o plano de contingência ao coronavírus; principalmente no que diz respeito ao número de leitos clínicos e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e a aquisição dos Equipamentos de Proteção Individual (EPis).

“Nós precisamos saber das reais ações, para no seio da comissão poder cobrar e atuar em benefício da população. Por exemplo, de acordo com a Constituição Federal, o Governo, em situações como essa de calamidade pública, poderia ter baixado um decreto de utilização do Hospital Nilton Lins. Ou seja, não precisaria de aluguel. Estamos vivendo um aumento indiscriminado no número de casos, e por isso, se fazem necessários os esclarecimentos sobre os procedimentos administrativos deste local e também do Delphina”, reforçou.

Ainda segundo a deputada, o avanço da doença no interior tem preocupado. Muitos municípios já estão em situação alarmante e é preciso transparência sobre as ações do Comitê de Acompanhamento de Calamidade e entender o planejamento estratégico da Secretaria para o enfrentamento dessa pandemia.

Vale ressaltar que na última sexta-feira (17), a Comissão de Saúde realizou uma reunião para debater as ações de combate ao coronavírus com a participação de um corpo técnico de diversos órgãos e também dos deputados estaduais.

Precisamos nos unir e pensar no planejamento em horas e urgente porque precisamos salvar vidas. Inclusive hoje eu assinei um requerimento solicitando a Intervenção Federal na saúde por parte do Presidente da República, para evitarmos um caos no nosso sistema ainda maior”, concluiu.

São autores ainda do pedido de intervenção os deputados Josué Neto (PRTB), Delegado Péricles (PSL), Fausto Júnior, Felipe Souza (Patriota)e João Luiz ( Republicanos).


Via Assessoria de Imprensa 
Postagem Anterior Próxima Postagem