Em pronunciamento, durante Sessão Plenária virtual desta terça-feira (20), o deputado Adjuto Afonso (PDT) chamou a atenção para as deficiências de auxílio no interior do estado durante o período da pandemia de Covid-19. O parlamentar deu como exemplo a falta de transporte para as coletas de sangue dos moradores, que precisam ser enviadas à capital onde serão testadas para o vírus.

Precisamos dotar pelo menos os municípios pólos de mais assistência. Eu quero transmitir a preocupação do prefeito de Lábrea e outras autoridades de lá, com relação ao encaminhamento do sangue colhido para vir para o Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública), para fazer o exame. Nenhuma empresa de aviação quer transportar o material. É preciso que essa Casa proponha urgente à Força Aerea Brasileira (FAB), já conversamos, entre nós, deputados, que teríamos um documento conjunto para que o Ministério da Defesa coloque os aviões da FAB, pelo menos uma vez por semana, para transportar o material coletado”, diz o parlamentar.

O deputado reforçou sua preocupação com os demais prefeitos das regiões mais distantes, em que os profissionais de saúde estão seguindo as orientações do laboratório, mas não têm como enviar material para exames. “Em Lábrea, por exemplo, a empresa TWO, que é a única que faz serviço para o município, não recebeu o material mesmo este estando embalado de acordo com as orientações da Anvisa. Material perdido e pessoas com suspeita e que não foram avaliadas”.



Liberação de Emendas



O parlamentar solicitou apoio da líder do governo, deputada Joana Darc (PL), que auxilie no encaminhamento para a liberação das Emendas Impositivas da saúde, para que o recurso chegue até os municípios. “Todos os prefeitos estão preocupados com a extensão dessa pandemia. Se avança no interior, como vem acontecendo, sem a cobertura devida, vai ser muito complicado”, afirma o deputado Adjuto Afonso.


Via Assessoria de Imprensa 
Postagem Anterior Próxima Postagem