O médico e os indígenas da etnia Tikuna que foram atendidos pelo mesmo passam bem e estão sendo monitorados 24 hs por dia


NOTA PÚBLICA MS/SESAI CASO DO MÉDICO DSEI ALTO RIO SOLIMÕES

O Ministério da Saúde, por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena, informa que, desde às 22h00, do dia 25 de março, contato permanente com o Coordenador do Distrito Sanitário Especial Indígena Alto Rio Solimões onde um médico integrante de uma Equipe Multidisciplinar de Saúde Indígena testou positivo para o novo coronavirus. O profissional, que se encontrava de folga, ao retornar ao trabalho, não apresentava sintomas e realizou atendimentos em aldeia da etnia tikuna na região atendida pelo DSEI Alto Rio Solimões. O profissional utilizou Equipamentos de Proteção Individual em todos os atendimentos daquela manhã, incluindo luvas e máscara. Todos os 10 pacientes atendidos pelo profissional encontram-se em isolamento domiciliar e permanentemente acompanhados pelas equipes da Sesai. O médico, ao apresentar sintomas, comunicou o fato ao coordenador do Distrito que, além de isolar o médico e os pacientes atendidos por ele, informou às autoridades sanitárias do Amazonas que notificaram o caso suspeito, colheram amostras laboratial para envio ao Lacen em Manaus. O DSEI Alto Rio Solimões efetivou a compra de 100 testes rápidos para Coronavirus para testar todos os pacientes indígenas atendidos pelo médico e também os colaboradores que tiveram contato com ele. O DSEI providenciou a substituição da equipe por quatro profissionais que passarão a se dedicar exclusivamente ao monitoramento de pacientes com sintomas de Síndrome Gripal. São profissionais qualificados e qua atuarão com todos os equipamentos de proteção individual necessário como máscaras N95, luvas, gorro, avental e álcool 70%. Assim Todos os protocolos foram e continuam sendo seguidos por nossos profissionais e qualquer paciente que apresente sintomas será encaminhado para rede referenciada do SUS em caso de necessidade de internação.



Postagem Anterior Próxima Postagem