No Brasil, segundo o Ministério da Saúde apenas 1,6% da população doa sangue regularmente. Aqui no Estado, a realidade também é complicada e apenas 156.051 pessoas são cadastradas na Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) e por isso o estoque sempre precisa de doações.

Foi pensando nessa situação que a presidente da Comissão de Saúde e Previdência da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputada Dra. Mayara Pinheiro Reis (PP), apresentou um Projeto de Lei (PL) para incentivar essa prática no Estado. O PL aprovado nessa quarta (4), na Aleam propõe a concessão de meia-entrada para doadores de sangue do Estado, em eventos culturais, esportivos e de lazer, em locais públicos.

“Importante lembrar que já existe uma Lei municipal nesse sentido e agora vamos torná-la de nível estadual. Esse benefício concedido não tem restrição de data, local e horário. Nossa ideia é dar mais incentivos as pessoas, porque o estoque de sangue sempre precisa de doações diárias. E pequenas atitudes ajudam a salvar vidas”, afirmou Mayara.

São considerados doadores de sangue, aqueles registrados no Hemoam e nos bancos de sangue do Amazonas, todos identificados por documento oficial expedido por esses órgãos.

A doação de sangue é uma ação segura e qualquer pessoa entre 16 e 69 anos, com peso acima 50 kg, bem alimentada e em perfeitas condições de saúde, pode realizar o procedimento. Em cada doação, são retirados cerca de 450 ml de sangue. O volume é reposto em 24 horas e todos os outros componentes do sangue em até 30 dias.

Para doar, basta procurar a Fundação Hemoam, na avenida Constantino Nery, próximo a Arena da Amazônia. O funcionamento é de segunda a sábado, das 7h30 às 18h. Outro ponto de doação é a Maternidade Ana Braga, localizada na Alameda Cosme Ferreira, bairro Aleixo, com atendimento de segunda a sexta das 8h até às 13h.


Via Assessoria de Imprensa 
Postagem Anterior Próxima Postagem