Como presidente da Frente Parlamentar Cristã da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), o deputado estadual João Luiz (Republicanos) repudiou o enredo da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira sobre Jesus. Em pronunciamento no Grande Expediente, na manhã desta terça-feira (3), o Republicano afirmou que a agremiação carioca denegriu o cristianismo e a imagem da polícia durante o desfile de Carnaval, na Sapucaí, Rio de Janeiro.


“O Carnaval apresentado pela Mangueira não é cultura e, sim, blasfêmia. A escola deturpou e denegriu Jesus. Mostrou os apóstolos dançando funk sobre a santa ceia e a polícia disparando balas. Esse tipo de Carnaval é uma ofensa ao cristianismo”, afirmou João Luiz.

O parlamentar lamentou, ainda, que, apesar dos pedidos de líderes religiosos e representantes de igrejas para evitar que o enredo fosse apresentado na avenida, a Mangueira optou pelo desfile ofensivo. 

 
Ainda na tribuna, João Luiz foi aparteado por parlamentares presentes na sessão, que corroboraram com a manifestação de repúdio do Republicano. “Como um entusiasta do Carnaval e da escola de samba Mangueira, também lamento a falta de senso da agremiação ao faltar com respeito ao cristianismo e repudio o enredo. Respeito acima de tudo”, observou o deputado Carlinhos Bessa (PV).


O deputado Felipe Souza, membro da Frente Parlamentar Cristã, também se manifestou contrário ao enredo da Mangueira, afirmando que o desfile foi ofensivo a todas as religiões.

Via Assessoria de Imprensa
Postagem Anterior Próxima Postagem