O encontro entre Bolsonaro e Coronel Alfredo Menezes ocorreu durante parada do presidente em Boa Vista. Ele vai cumprir agenda com Donald Trump nos Estados Unidos.



Boa Vista (RR) - Em escala na cidade de Boa Vista , durante a viagem para os Estados Unidos, neste sábado (07) o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) conversou com o titular da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Coronel Alfredo Menezes, que viajou de Manaus para encontrá-lo na capital de Roraima.

A reunião com o presidente foi registrado pelo próprio superintendente que publicou sobre o encontro em seu perfil pessoal do Facebook. Além do líder do executivo, ele, também, posou ao lado do filho de Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro e do governador de Roraima, Antônio Denarium.

"Hoje em Boa Vista-RR estive ao lado do Presidente Bolsonaro, do Deputado Federal Eduardo Bolsonaro e do Governador de Roraima Antônio Denarium. Tive a oportunidade de falar sobre os avanços que promovemos na região neste primeiro ano de gestão à frente da Suframa !"

O Presidente Bolsonaro, antes de ir encontrar-se com o Presidente americano, Donald Trump, fez essa parada estratégica para confirmar, ratificar e renovar o seu compromisso com o desenvolvimento da nossa região !

Temos hoje no Brasil um pacto pelo progresso e o governo do Presidente Bolsonaro é um grande construtor de desenvolvimento", postou o superintendente.


Confira a fala de Menezão no vídeo abaixo:





Viagem de Bolsonaro


O presidente Jair Bolsonaro viaja à Flórida (EUA) para reunir-se com autoridades, empresários e militares, discutir parcerias comerciais e encontrar-se com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Há expectativa, também, de que a visita sirva para divulgar as bases de um acordo militar a ser firmado entre o Brasil e os Estados Unidos.



Nota da Casa Branca


Segundo a Casa Branca, Trump e Bolsonaro “discutirão oportunidades para construir um mundo mais próspero, seguro e democrático”

Falarão ainda sobre “oportunidades para restaurar a democracia na Venezuela, trazer paz ao Oriente Médio, implementar políticas comerciais pró-crescimento e investir em infraestrutura”.

 Trump também usará a reunião “como uma oportunidade para agradecer ao Brasil por sua forte aliança com os Estados Unidos”.

Postagem Anterior Próxima Postagem