Um homem de 26 anos foi preso nesta quarta-feira (19), suspeito de estuprar, roubar e tentar matar a própria vizinha, uma mulher de 55 anos. Segundo a a Polícia Civil, o suspeito teria entrado na casa da mulher enquanto ela dormia, durante a madrugada. Em depoimento, ele nega autoria do crime.

De acordo com o titular da Seccional Oeste, delegado Rodrigo Barreto, o crime ocorreu no dia 13 de fevereiro deste ano, por volta de 1h, no bairro Vila da Prata, Zona Oeste da capital. Conforme a polícia, a mulher conhecia o suspeito de vizinhança há anos.

"A vítima estava dormindo e acordou com um homem em cima dela, esganando-a. A mulher desmaiou e, quando acordou, por volta das 4h, viu que os lençóis estavam sujos. Pensando ter sido um pesadelo, ela foi ao banheiro e viu que estava com marcas de agressão no rosto e no pescoço. Em seguida, viu que a porta de casa estava aberta e as coisas reviradas. Levaram o celular dela e dinheiro", contou.

Primeiramente, a mulher acionou a Polícia Militar, que deu o apoio inicial. No dia seguinte, ela foi levada para o 21° Distrito Integrado de Polícia (DIP) onde foi registrado um Boletim de Ocorrência por latrocínio tentado.

Logo depois, ao fim do depoimento da mulher, a equipe solicitou exames de conjunção carnal e coito anal, além da perícia dentro da casa da vítima. Após a realização dos exames, a polícia constatou que a mulher foi abusada sexualmente.

Câmeras de segurança próximas à casa da vítima ajudaram a polícia a identificar o suspeito, que foi reconhecido pela mulher como o próprio vizinho.

O delegado informou que o suspeito não possui nenhum tipo de antecedentes criminais.

Inicialmente, durante o depoimento para a polícia o homem negou a autoria do crime. Ao ver as imagens em que aparece entrando e saindo da casa da vítima no dia do caso, o suspeito afirmou que era ele.

Preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva, o suspeito foi indiciado por estupro e latrocínio tentado.

Via G1AM
Postagem Anterior Próxima Postagem