O deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD) afirmou que a Petrobras precisa rever sua política de preços, passando a considerar os custos nacionais de produção de petróleo, para conseguir vender combustível mais barato em todo o país. A reivindicação foi feita nesta terça-feira (11), durante pronunciamento no plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).


Apesar de 80% do combustível consumido no Brasil ser feito com petróleo nacional, a empresa tem como referência o valor do petróleo internacional, cerca de US$ 50 por barril, enquanto o custo da produção nacional é mais baixo. Para o deputado Ricardo Nicolau, esse modelo de gestão afeta a economia nacional e atende apenas aos interesses de investidores privados.


“Estamos vendo, em nível nacional, uma discussão em torno da redução ou de zerar os impostos dos combustíveis. Mas a Petrobras, numa política com viés unicamente econômico, internacionaliza o preço do petróleo para trazer lucro a seus acionistas. Chegou a hora do Governo Federal pensar de forma diferente os tributos e a atual política da Petrobras”, defendeu o parlamentar.

Na tribuna, Ricardo Nicolau criticou o fato de as refinarias da estatal operarem atualmente com 2/3 de sua capacidade, deixando de produzir milhões de barris de petróleo por dia. O deputado observou que a Petrobras tem condições plenas de tornar o Brasil autossuficiente e passar a obter lucros principalmente com a exportação do petróleo nacional.


“O combustível é a mola propulsora do desenvolvimento, do transporte de cargas, traz alimento para nossa mesa, leva os produtos da Zona Franca de Manaus para o mercado consumidor, entre tantos outros. A Petrobras, por ser um patrimônio nacional, deve pertencer de fato aos brasileiros e não a uma meia dúzia de acionistas”, analisou o parlamentar.




Impostos


Ricardo Nicolau defendeu, também, a adoção de reduções progressivas de tributos sobre os combustíveis, por parte da União e dos Estados, como forma de aquecer a economia.

 “Com a melhora da produção de petróleo nacional e a redução dos impostos de forma gradativa, sem dúvida nenhuma a economia brasileira vai avançar”, destacou.

“Quando os Governos Federal e estaduais reduzirem os impostos do combustível, não tenho dúvida de que vamos gerar mais emprego, renda e desenvolvimento. Tenho certeza de que pela sensibilidade que o presidente Jair Bolsonaro tem demonstrado para melhorar a economia, haverá essa discussão em relação à Petrobras”, concluiu o deputado.

Em aparte, o economista e deputado Wilker Barreto (Podemos) fez coro ao posicionamento. 

“Vossa Excelência chegou ao xeque-mate. A leitura econômica do deputado Ricardo Nicolau é perfeita. Quando você desonera a economia e aumenta o volume de dinheiro nas mãos da população, a gente chama isso de efeito multiplicador da moeda”, disse.


Via Assessoria de Imprensa

Postagem Anterior Próxima Postagem