A Frente Parlamentar do Cooperativismo no Amazonas (Frencoop-AM), da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), esteve representada pela sua equipe no último domingo (9), em Presidente Figueiredo, no III Seminário Cooperativista, realizado pela Organização das Cooperativas Brasileiras – Secção Amazonas (OCB/AM).

Na ocasião, produtores rurais do município receberam informações sobre programas institucionais, como por exemplo, da Merenda Escolar, o Preme, que garante a presença de mais produtos da agricultura familiar na merenda dos alunos da rede estadual de ensino.

O presidente da Frencoop, deputado Adjuto Afonso (PDT), não pôde estar presente, por conta de compromisso parlamentar fora do estado, mas enviou uma equipe e falou por telefone da importância de viabilizar alternativas para o setor cooperativista, que vem contribuindo, e muito, com a economia do país.

“Um trabalho importante que a OCB faz nos municípios, esclarecendo as dúvidas dos produtores e orientando. Precisamos incentivar o segmento para dar mais oportunidades de renda a nossa gente do interior. Esse ano, um de meus Projetos de Lei foi formalizar a incubação de cooperativas, micro e pequenas empresas, para dar suporte técnico e formação complementar na inovação e acesso às novas tecnologias nos pequenos negócios”, disse o deputado.

O presidente da OCB-AM, Merched Chaar, agradeceu o apoio do parlamentar em ter enviado a equipe da Frencoop para ouvir as demandas e avaliar possíveis soluções que incentivem cada vez mais o desenvolvimento do setor.

“Não vamos entregar a fruta, vamos entregar a polpa beneficiada. Vamos entregar o nosso palmito. É esse apelo que eu venho fazer e volto a agradecer o apoio que o deputado Adjuto tem dado. Não existe partido no cooperativismo, existe a força da cooperação. E eu recebo do deputado e de outros políticos essa força que nos faz crescer. Muito obrigada, sucesso e vamos à luta”, disse Chaar.

O seminário reuniu mais de 100 produtores rurais do local, que receberam orientações diversas de representantes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS) e do Fundo de Promoção Social (FPS).

Via assessoria 
Postagem Anterior Próxima Postagem