Na tarde da última quarta-feira (5), os deputados estaduais Dermilson Chagas e Wilker Barreto se posicionaram sobre o arquivamento do processo de impeachment do governador Wilson Lima e seu vice, Carlos Almeida. Os parlamentares dizem não estar surpresos com a decisão da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam). “Eu vejo com surpresa, tristeza e não espanto”, afirmou Wilker. Para Dermilson, a decisão foi “Incoerente e imoral, sobretudo, com o povo do Amazonas”, ressaltou.

O anúncio já havia sido feito na manhã de hoje, pela deputada Alessandra Campelo, durante a Sessão Plenária. Apesar da declaração da parlamentar e da publicação da decisão no diário oficial durante esta tarde, os deputados informaram que ainda não foram notificados do arquivamento do processo. “Faz parte do trâmite, eu e o deputado Wilker, sermos comunicados oficialmente da decisão, já que somos os autores do pedido”, explicou Dermilson.

“Isso prova que foi um movimento orquestrado do Governo com o consentimento da Assembleia. A Aleam retomou as atividades do plenário ontem e hoje já arquiva o pedido de impeachment. Como pode o processo ir pra procuradoria ontem e hoje já ser votada?”, questionou Wilker.

“Eu não posso falar dos aspectos legais porque ainda não fomos notificados, mas o que me assusta é a celeridade do processo. Hoje de manhã eu pedi um parecer e em menos de 2h sai o resultado”, lembrou o deputado Wilker. “É um completo absurdo. Meus sentimentos são de repúdio e indignação. O pedido não chegou nem a ser analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e Redação (CCJ) da Casa”, complementou Dermilson.

Os parlamentares se comprometeram em não recuar do processo. “O pedido de impeachment foi engavetado pelos aliados do governador, mas não vamos recuar. Vou seguir ao lado do povo, alinhado com o sentimento das ruas, expondo e denunciando os absurdos deste Governo. Fui eleito pra isso. A luta continua.” Já Wilker informou que após notificação oficial do arquivamento, acionará seu jurídico para devida análise e futuras providências.
Postagem Anterior Próxima Postagem