O deputado Dermilson Chagas (PP) criticou o presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Rodrigo de Sá Barbosa por não ter cumprindo com decisão judicial para reativar o acesso à uma empresa de vistoria de veículo ao sistema do órgão, permitindo o retorno dos serviços aos usuários.


O diretor do Detran proibiu que a empresa preste serviços de vistoria, obrigando todos os proprietários dos veículos realizarem em duas empresas: Empresa de Vistoria Veicular (Visnorte) e Centro de Análises Técnicas e Equipamentos LTDA (Cevam). Porém, em novembro do ano passado, o juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública Estadual, entrou com uma determinação proibindo a suspensão da empresa alegando que a decisão do Detran foi ilegal. Diante do caso, o diretor Rodrigo recorreu, mas seu recurso foi negado pelo juiz em janeiro deste ano. Desde então, o órgão descumpre com a medida judicial.


Para o Dermilson a justificativa do diretor do Detran, deve ser muito forte para ele não cumprir com a determinação da justiça. O parlamentar ainda ponderou críticas, dizendo que a população é vítima de um órgão que só funciona para atingir suas metas. “Sabemos que o Detran é uma fabrica de arrecadação proposital, mas, não para verificar irregularidades, ou coisa do tipo, mas com o único propósito, arrecadação. Portanto, as razões do Rodrigo devem ser muito fortes para não cumprir com a determinação”, disse.


Com o intuito de ter conhecimento sobre as razões do diretor-presidente do Detran, Dermilson subescreveu um requerimento do deputado Wilker Barreto (Podemos) que convoca Rodrigo para que ele esclarecer o motivo. “A sociedade precisa saber o porquê do descumprimento do chefe de um órgão que mais arrecada no nosso Amazonas”.


Via Assessoria.
Postagem Anterior Próxima Postagem