Sofia, de 2 anos morreu às 11h desta Quinta - feira (09.01), no Hospital Joãozinho na Zona Leste de Manaus. Ela nasceu com uma cardiopatia e estava internado na pediatria da unidade, para tratamento de um quadro pneumológico considerado instável e, depois passar por cirurgia cardíaca, no Hospital Universitário Francisca Mendes (HUFM), A criança que estava a 12 dias no Joãozinho aguardando ser transferida para o hospital do coração (HUFM), mas não foi recebida na unidade, pois segundo relato dos familiares, a unidade se recusava a receber a criança alegando risco na transferência de uma unidade de saúde.

Com isso chega a 33ª criança a morrer na gestão do governo atual, e a 1ª deste ano, em processo de atendimento aos cardiopatas, segundo familiares, a criança já fazia tratamento no Hospital Francisca Mendes, mas o acompanhamento não estava funcionando normalmente, segundo avó, o médico Dr. Antonio Carlos está de férias.

O (HUFM) é o hospital do governo do Amazonas de referência em tratamento de cardiopatias, mas atualmente vem sofrendo com a desatenção do Governo Wilson Lima, no ano passo 32 Crianças morreram na unidade por falta de cirurgia.

Os deputados estaduais Wilker Barreto (Podemos) e Dermilson Chagas (PP) informaram que visitaram o HUFM no mês de dezembro e se depararam com o mesmo cenário visto nos últimos dias no local: equipamentos quebrados, falta de alguns medicamentos e, principalmente, a ausência de próteses e materiais especiais, considerados insumos essenciais para as cirurgias de grande porte, além do atraso dos salários dos funcionários, que estão há meses sem receber e sem décimo terceiro.

A família, revoltada com a situação denunciou ao Portal dos Fatos, para reforçar disse que bebê nunca passou pela cirurgia que precisava, terminou mandando a foto da criança Sofia no velório.



Postagem Anterior Próxima Postagem