"Pau em Pé Não"! Essa é a nova luta das feministas de Manaus-AM


Feministas de Manaus querem que Banda da Bica altere expressões em marchinha de carnaval sobre Greta Thunberg

Ativistas entraram com representações no MPF e MPE pedindo a alteração na canção intitulada de ‘Pirralha faz pirraça e a Bica entra na graça’.


A polêmica entorno da marchinha oficial da 34ª edição da tradicional Bandas Independente Confraria do Armando (Bica), continua. Após críticas na internet, ativistas e militantes de movimentos feministas de Manaus entraram com representações no Ministério Público Federal (MPF) e no Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) pedindo a alteração de expressões usadas na canção intitulada de ‘Pirralha faz pirraça e a Bica entra na graça’ que faz crítica a adolescente sueca Greta Thunberg, que tem síndrome de Asperger e ficou famosa mundialmente, pelo ativismo ambiental.

“A pirralha faz pirraça e a Bica entra na graça. A Greta quer ver pau em pé a Bica abunda, bate forte e bota fé”, diz trecho da marchinha. Para as feministas, a letra que apesar de ter objetivado tratar da questão ambiental, expressa duplo sentido em conotação sexual relacionado a imagem da adolescente.

“Como ato de combate à violência contra adolescentes e mulheres sugerimos a troca da palavra ‘pau’ por ‘floresta’, para que não haja dúvida que a intenção da banda é a de tratar da questão ambiental, e “pirralha” por uma expressão que valide a atuação da juventude no aspecto do meio ambiente, e com isso possamos brincar o carnaval de forma sadia e respeitosa”, diz trecho do documento assinado pelas feministas.



Veja postagem contrária a marchinha na internet:
https://twitter.com/fafarioss/status/1217886808580788225?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1217886808580788225&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.amazonasnews.com%2Fmarchinha-da-bica-2020-ataca-greta-e-e-cancelada-nas-redes-sociais%2F




Postagem Anterior Próxima Postagem