Parte afetada era uma espécie de lounge flutuante, com cabanas oferecidas aos clientes; todos foram retirados do local e o restante do estabelecimento continua funcionando normalmente


Parte do flutuante abaré afundou na tarde de hoje. A parte afetada era uma espécie de lounge flutuante, com cabanas oferecidas aos clientes. A situação assustou os frequentadores que se manifestaram por meio das redes sociais. Mas o local continuou funcionado nas demais dependências. Por meio de uma rede social, o dono do local, Diogo Vasconcelos, disse que ninguém se machucou e que estão apurando as causas. “ Tivemos um incidente em um dos flutuantes. Depois de um banzeiro começou a entrar água e rapidamente começamos a tirar as pessoas e depois os objetos de cima. Conseguimos tirar tudo, seguimos os procedimentos”, explicou.



O proprietário mostrou, em vídeos no Instagram, como ficou a parte “vip” do local, e explica que os demais setores continuaram funcionando. “Continuamos funcionando. Infelizmente o negócio ficou afundado. Foi ali onde tinha as barracas de palha, é difícil dizer o que aconteceu, ali tem boias e por alguma falha começaram a encher de água. A gente vai apurar para saber o que aconteceu. O resto do flutuante continua ok, e amanhã funcionamos normalmente”, garantiu. 




No local está marcada uma festa para hoje à noite, mas Vasconcelos informou que como será na praia - e não na estrutura do flutuante - a mesma está mantida. Sobre o incidente, a assessoria do Corpo de Bombeiros informou que o Centro de Operações Bombeiro Militar (Cobom) não recebeu nenhum chamado dessa natureza até o presente momento. A Capitania dos Portos esteve no local, mas ainda não há informações se alguma investigação será feita pelo órgão. 




Segundo incidente
Em outubro de 2016, o Abaré sofreu um princípio de incêndio, que também não deixou feridos. Na ocasião, fogo começou em uma fritadeira elétrica e foi controlado pelos próprios funcionários


Via A Crítica
Postagem Anterior Próxima Postagem