Lorrany se revolta e tenta se manifestar durante a posse


Uma denúncia foi recebida referente ao processo de escolha unificado dos conselheiros tutelares de Manacapuru.

A posse dos eleitos aconteceu nesta sexta-feira (10) com todos aqueles que foram eleitos estando presentes no local marcado.

Entre eles estava a quarta mais votada pelo povo, Lorrany Vitória Smith dos Santos, porém segundo informações, a mesma sofreu um constrangimento enorme ao não ser empossada, por uma decisão do próprio Conselho Municipal do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

Após o período eleitoral, a candidata recebeu uma denuncia referente a um dos requisitos para a inscrição da candidatura, a qual seria uma declaração de que trabalhou com crianças, e que o órgão deveria estar devidamente cadastrado junto ao CMDCA.

A denuncia foi entregue para Lorrany. Em seguida, a candidata ao pleito entregou a sua defesa e desde então nada mais foi dito, muito menos notificado.

Somente 24hrs antes de sua posse, Lorrany recebeu uma ligação de que estava fora da sua posse, porque o CMDCA teria chegado a conclusão de que a declaração de defesa da candidata era falsa.

De acordo com informações, outros suplementes que assumiram o cargo de conselheiros tutelares também estão com liminar por haver irregularidades da mesma modalidade.

Com isso, deixaram Lorrany sem qualquer direito do contraditório ou a ampla defesa.

Durante a posse de seus colegas, Lorrany pediu para ser ouvida, e nem isso lhe foi concedido.



Lorrany Vitória Smith dos Santos





Assista o Vídeo:







Postagem Anterior Próxima Postagem