Maratona de assinaturas terá esquenta com adesivaço neste sábado (11), na Djalma Batista. Evento principal está marcado para o dia 25, com objetivo de mobilizar 50 mil eleitores para a criação ‘Aliança pelo Brasil’




Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pretendem mobilizar 50 mil eleitores no Amazonas para criação do partido Aliança pelo Brasil. A maratona de assinaturas está programada para o próximo dia 25 no evento ‘1º Encontro de Apoiadores - Amazonas’, das 8h às 18h, na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM). Em fase de criação, para que o novo partido esteja apto a participar das eleições de 2020 precisam ser coletadas 492 mil assinaturas, distribuídas proporcionalmente conforme o eleitorado de cada estado, e validadas pela Justiça Eleitoral até o dia 4 de abril, seis meses antes do pleito, prazo para obter o registro. 


De acordo com o organizador do evento, advogado Paulo Maffioletti, o ato do dia 25 está inserido em uma agenda de mobilização nacional que visa reunir mais de 500 mil assinaturas em todo o país.

 O apoio não é um ato de filiação partidária. É um ato orgânico e organizado. Esse é o momento que a direita nacional subiu ao poder dentro do processo democrático, em uma eleição lícita, e surgiu a necessidade de ter um partido político de direita conservador. O Amazonas nessa festa democrática deseja entregar de forma espontânea 50 mil assinaturas. Trazer todos os apoiadores do presidente que deram o voto de confiança à ele na disputa eleitoral”, disse o advogado que é líder nacional do Movimento Advogados Pró-Bolsonaro Brasil. 


Paulo informou que para o preenchimento da ficha é necessário a apresentação do título de eleitor, um documento oficial com foto e o pagamento da taxa cartorial de reconhecimento da assinatura. “É um ato bem simples, personalíssimo e não pode ser realizado por terceiros. Não pode estar filiado a um partido político senão a assinatura não será reconhecida no Tribunal Superior Eleitoral. 


Uma equipe do cartório estará lá para fazer o reconhecimento da assinatura que vai dar mais segurança e também para evitar burla e outras pessoas que podem querer tumultuar o processo. O valor referente as taxas cartoriais é em torno de R$ 6,40”, explicou o advogado.




Esquenta para o dia 25 No sábado, dia 11, apoiadores do presidente irão realizar um adesivaço na praça Domingos Russo, na avenida Djalma Batista, a partir das 9 horas. “É um apoio a formação do partido e vamos mostrar o estatuto e conversar com as pessoas. É para toda sociedade. O ato é exclusivo do movimento e de seus apoiadores.

 "Não tem nenhum protagonismo político local”, disse o coordenador do Movimento Direita Amazonas, Aroldo Filho. Conforme o coordenador, o movimento planeja realizar um novo adesivaço em outra zona da cidade de Manaus no próximo sábado, dia 17. No domingo, dia 12, integrantes dos movimentos Endireita e Conservador Amazonas vão se reunir na Ponta Negra, às 16 horas, para esclarecer dúvidas sobre a criação da legenda e distribuir fichas de assinaturas aos eleitores. 


“É uma chamada para o dia 25. Vamos ter carro show, esclarecer informações, distribuir as fichas e vamos estar a disposição para atender as pessoas. Todos os movimentos estão se reunindo em prol da criação do partido o mais rápido possível”, disse o coordenador Movimento Endireita Amazonas, Felipe Silva. 

O Processo no site do partido, está sendo disponibilizado um formulário, no qual o eleitor após preencher seus dados deve dirigir-se a um Cartório de Notas para reconhecimento de firma, que consiste no reconhecimento da sua assinatura. 


Após esse processo, o eleitor apoiador poderá deixar a ficha no próprio cartório ou enviar a ficha ao partido pelos Correios para caixa postal 78460, CEP 01401-970, São Paulo (SP). O partido fez uma parceria com o Colégio Notarial do Brasil, que representa 9 mil notários em 24 estados do país equivale a 90% da classe, segundo publicação da Época. Bolsonaro visita capitais em busca de assinaturas para seu partido O presidente Jair Bolsonaro vai intensificar sua atuação como garoto-propaganda do partido que pretende criar, pelo Aliança pelo Brasil. A sigla pretende promover eventos em 21 estados até o fim de fevereiro e Bolsonaro deve participar pessoalmente da coleta de apoio em alguns locais, principalmente, no Nordeste. 


Os primeiros eventos acontecerão em Brasília (DF) e João Pessoa (PB), no dia 18. Segundo a direção nacional da legenda em criação, 100 mil assinaturas foram recolhidas até agora. Os eventos devem seguir o roteiro: iniciando com a execução do hino nacional, seguida por uma oração, de acordo com coordenadores da sigla. 


Em seguida, uma liderança faz uma breve explicação sobre os valores que guiam o partido e é aberto espaço para perguntas do público. Se Bolsonaro não estiver presente, será exibido um vídeo feito exclusivamente para aquela localidade ou realizar uma transmissão ao vivo. Encerrada a participação de Bolsonaro, os coordenadores locais darão início às coletas de assinaturas nas mesas de atendimento.


Postagem Anterior Próxima Postagem