O setor primário do Amazonas receberá em 2020 um total de R$12.575 milhões. O valor foi incluído no Orçamento Estadual por deputados da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), através de emendas ao Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA 2020). O objetivo dos parlamentares é fortalecer a produção familiar em Manaus e no interior.


O presidente da Aleam, deputado Josué Neto, destinou pouco mais de R$ 1 milhão para fomentar o setor. Entre as emendas de Josué Neto, está a que destina R$ 180 mil para a compra de um caminhão que facilitará o escoamento da produção de agricultores de Boa Vista do Ramos (distante 268 quilômetros de Manaus) e outra que prevê a aquisição de grupos geradores que serão enviados para a Zona Rural de Eirunepé (distante 1.160 quilômetros de Manaus).


Da sua cota, o deputado Cabo Maciel (PL) destinou R$ 120 mil para construção de uma fábrica de gelo, no município de Itacoatiara (distante 165,8 quilômetros de Manaus). Já o deputado Wilker Barreto (Podemos) designou que R$ 500 mil sejam enviados para o município de Uairini (distante 595 quilômetros de Manaus).


O deputado Ricardo Nicolau (PSD), enviou para a Associação dos Produtores de Membeca R$ 96 mil, para que sejam comprados oito triciclos, que auxiliarão no transporte da produção.


O deputado Dermilson Chagas (PP) destinou no total R$ 1.110 milhões para Canutama, sendo R$ 140 mil para aquisição de bombas; R$700 mil para compra de grupos geradores e diesel e mais R$160 mil para aquisição de roçadeiras, além de outras emendas.


Os valores das emendas do deputado Berlamino Lins (PP) somam no total R$ 2.355 milhões, sendo divididos com os municípios de Amaturá, Apuí, Barreirinha, Benjamim Constant, Carauarí, Envira, Fonte Boa, Guajará, Ipixuna, Itapiranga, Jutaí, Lábrea, Manaquiri, Maraã, Novo Aripuanã, entre outros.



Via Assessoria de Imprensa
Postagem Anterior Próxima Postagem