Michel Sabóia de Souza, 19, é suspeito de ser o assassino de Heloísa Medeiros, 17, e de ter ocultado o cadáver da moça em uma casa, no Centro de Manaus



O corpo da estudante de enfermagem Heloísa Medeiros da Silva, 17, foi encontrado na madrugada deste domingo (15), seminu e com sinais de estrangulamento, em uma casa na Rua Miranda Leão, no Centro. A Polícia Civil suspeita que a vítima tenha sido estuprada


Michel Sabóia de Souza, 19, está sendo procurado pela polícia, depois de ter sido acusado por um tio de ser o assassino de Heloísa Medeiros da Silva, 17, e de ter ocultado o cadáver da moça em uma casa, na rua Miranda Leão, Centro. O corpo da vítima foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), onde se encontra sem identificação.


De acordo com o que foi apurado pela polícia, o crime aconteceu por volta da 1h30 deste domingo (15). Michel estava na casa da avó com a adolescente e os dois teriam se desentendido. O tio não soube informar o motivo. Segundo ele, Michel acabou matando a moça por estrangulamento usando um lençol.


A informação é que a vítima teve o pescoço quebrado. Depois de ter matado a jovem, Michel enrolou o corpo em um lençol e o escondeu dentro da casa que pertence a avó dele, em seguida, fugiu, não sendo localizado até o momento.


Um tio de Heloísa, identificado como Fábio Medeiros, relatou em entrevista para o Portal A Crítica, que a garota teve as unhas arrancadas e os cabelos cortados . "Foi uma verdadeira crueldade", desabafou o familiar.


A polícia já está com a imagem do suspeito que amanhã será divulgada para tentar localizá-lo. O crime de Michel foi registrado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).



O Suspeito prometeu comparecer a delegacia, mas voltou atrás na decisão


“O advogado dele nos procurou e disse que ia trazer ele hoje, mas não vieram” disse o delegado.

A informação passada para a polícia por um familiar da vítima é que Michael teria contado que ele estava no bar Gargalo, no Vieiralves, no sábado à noite (14), e que saiu de lá com Heloísa para a casa da avó dele, na rua Miranda Leão, Centro.

Ele teria dito ainda que quando chegaram na casa e foram ter relações sexuais, a adolescente, que estava sob efeito de cocaína, começou a se debater, o que teria, segundo ele, causado a quebra do seu pescoço e os demais hematomas pelo corpo adolescente.

O delegado Paulo Martins disse que está aguardando que o suspeito se apresente. Quem souber do paradeiro do Michel, pode informar o local por meio do número 181.

A moça foi encontrada no início da manhã de domingo (15), vestida com as roupas íntimas e com as unhas de silicone arrancadas e o cabelo cortado.
Via A Crítica
Postagem Anterior Próxima Postagem