O deputado Saullo Vianna presidiu, nesta sexta-feira (6), no plenário Ruy Araújo, reunião com aprovados do concurso do Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf) e autoridades, para debater soluções a fim de que seja iniciada a convocação dos contemplados no certame de 2018. A iniciativa tem como finalidade, promover o fortalecimento das atividades da Adaf, que compõe o Sistema da Secretaria de Produção Rural (Sepror).

Na ocasião, Saullo Vianna anunciou ainda que apresentou proposta para criação de uma Frente Parlamentar em Defesa do Desenvolvimento do Setor Primário no estado. A deputada Joana Darc (PL) é coautora da criação da Frente.

No dia 09 de dezembro do ano passado, aconteceram as provas para nível fundamental, médio e superior para cargos da Adaf em Manaus e nos municípios de Humaitá, Tefé e Parintins. Marcos Frota, representou os 208 aprovados durante a reunião que contou também com a participação do subprocurador adjunto da Procuradoria Geral do Estado (PGE), Carlos Alexandre; do titular da Sepror, Petrúcio Junior; Alex Del Giglio, titular da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz); Olga Naito, diretora de Controle Externo de Admissão do Tribunal de Contas do Estado (TCE); Guilherme Pessoa, Superintendente do Ministério da Agricultura no Amazonas e Muni Lourenço, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (Faea).

Estamos aqui para tentar encontrar uma solução e enfim, o Estado possa iniciar a convocação dos aprovados no concurso da Adaf. Nesse momento, infelizmente, há um impedimento mas temos um avanço que é o interesse do governo do Estado em resolver essa questão e um dos caminhos é o que a Adaf vai fazer enviando documento ao TCE, para que seja possível por meio de Termo de Ajustamento de Gestão (TAG), começar a chamar esses concursados, explicou Saullo.


O secretário de Produção Rural, Petrucio Junior e o presidente da Faea, Muni Lourenço falaram da necessidade da convocação dos aprovados para reforçar tanto o desenvolvimento agropecuário do Amazonas no interior quanto para a garantia da saúde pública e geração de emprego e renda.

Uma das missões da Adaf é garantir a qualidade dos nossos produtos por isso é importante termos servidores capacitados atuando na ponta nos municípios. A chancela da Adaf é fundamental, inclusive, para certificarmos o Amazonas como área livre da febre aftosa sem vacinação, ressaltou Muni Lourenço.

Não tem outra forma, a curto e médio prazo, para desenvolver o interior do Estado que não seja através do fortalecimento do setor primário. Vamos acompanhar de perto, as conversas junto ao TCE e a comissão dos concursados a fim de seja logo resolvida essa questão que é fundamental para o desenvolvimento do setor e da nossa economia, avaliou Saullo.





Via Assessoria do Deputado

Foto: Samuel Costa
Postagem Anterior Próxima Postagem