Em pronunciamento na manhã desta quinta-feira, (5), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o deputado Roberto Cidade (PV) citou o ‘saqueamento administrativo’ que o município de Presidente Figueiredo tem sofrido, depois da cassação do ex-prefeito Romeiro Mendonça e seu vice- prefeito, Mário Abrahão, ambos do PDT.


De acordo com o parlamentar, desde a saída dos gestores cassados pelo uso de recursos de pessoa jurídica, provenientes de origem não identificada, o que é proibido por lei, documentos e computadores foram levados da prefeitura, entre outros materiais.


Desde que o presidente da Câmara de Presidente Figueiredo, Jonas Castro Ribeiro (PRB) assumiu interinamente o município, levaram computadores e documentos necessários para a administração da cidade. Isso é inaceitável porque decisão judicial é para ser cumprida e o prefeito interino precisa botar as coisas para funcionar. Saquearam secretarias, levaram documentos e esta prática, nos dias atuais é lamentável

 disse o parlamentar.


O deputado repudiou a atitude dos gestores cassados e lembrou que infelizmente essa prática é comum no interior e tem de ser combatida.

 Todos os municípios com eleições suplementares passaram por essa prática. Infelizmente o que acontece no município de Presidente Figueiredo, também aconteceu em Novo Airão, Novo Aripuanã e Caapiranga


O prefeito interino decretou situação de emergência administrativa no município por 90 dias. A eleição suplementar para escolher o novo prefeito deve ser realizada até o fim do mês de janeiro.



Frente Parlamentar



Ainda durante o pronunciamento feito no plenário Ruy Araújo, Roberto Cidade destacou a criação da Frente Parlamentar que irá atuar em defesa da formulação de políticas públicas voltadas à melhoria da Infraestrutura e Trafegabilidade da BR-319. A portaria número 2550 foi publicada na edição 1.420 do diário eletrônico da Casa Legislativa, do dia 4 de dezembro de 2019.

Ontem, foi criada oficialmente a Frente Parlamentar da BR-319, a qual eu presido e que tem, ainda, o deputado estadual Wilker Barreto (PODEMOS) como vice-presidente, além dos deputados Adjuto Afonso (PDT) e Felipe Souza (PATRIOTA) como membros. Inclusive, convido os mesmos para percorrermos a estrada em janeiro e vermos a realidade das obras no local

encerrou.


Via Assessoria de Imprensa
Postagem Anterior Próxima Postagem