O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Josué Neto, destinará R$ 150 mil por meio de emendas parlamentares para a Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade (Funati).



Os recursos poderão ser usados na aquisição de equipamentos e promoção de ações voltadas à saúde e melhoria da qualidade de vida de pessoas da terceira idade.


A Funati é uma instituição que realiza um lindo trabalho junto aos idosos e que tem mostrado aos nossos amigos da terceira idade que é possível envelhecer com saúde física e mental, com dignidade, e aproveitar muito mais essa fase, inclusive junto aos familiares
disse o deputado

Explicando que os familiares também participam de algumas atividades promovidas pela Funati.


Josué Neto foi autor do projeto que criou a Unati em 2007 e relator da proposta que a transformou em Fundação. Em julho do ano passado, ela foi desvinculada da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) passando a ter autonomia financeira e administrativa.





Sobre a Funati


A Funati atua há 12 anos como centro de referência em ensino e assistência à saúde voltados a questões relativas ao envelhecimento, além da formação de recursos humanos na área de Gerontologia e Saúde do Idoso. O reitor da Funati, Euler Ribeiro, destaca a importância da instituição na capacitação de profissionais, visando o atendimento a um público que cresce em números e na necessidade de atenção pela sociedade. “Já formamos 360 profissionais para a rede de saúde”, disse Ribeiro.



A instituição oferece ainda semestralmente cerca de 3 mil vagas de cursos e oficinas livres, incluindo aulas de informática, música, artesanato, entre outras, para pessoas a partir de 50 anos. Além disso, promove assistência à saúde por meio de sua Policlínica.




Crescimento


De acordo com um estudo realizado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), o Amazonas possuía até meados de setembro do ano passado, 300 mil idosos. Uma projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estima que em 2060, o Estado terá 97 idosos para cada 100 crianças.


Via Assessoria de Imprensa
Postagem Anterior Próxima Postagem